Terça-feira, 13 de Abril de 2010

Momentos





Momentos presentes

Há momentos que o corpo adormece,
a mente sente alerta…
O coração bate fraco…
Pelo vivido,
pelo sucedido…
Pelo passado que não queremos recordar
quanto mais falar…
Há uma busca do devaneio intenso
do desejo,
do querer,
do obter sem temer dizer o quer,
esse que é alimento de cada ser…
De cada alma angustiada pelo ardor
da sensibilidade, do arrepiar da pele…
A boca que reprime cada desejo,
cada momento de prazer…
Engole cada arrepio,
cada momento vivido dentro de si…
Sensações reais…
Loucas de prazer, pela vida,
pelo amor apetecido…
Esse que é desejado,
mas sempre descriminado…
Como também nunca vivido,
apenas nos sonhos, nas imaginações…
E nas recordações…
Restam lembranças de tempos de outrora…
Brisa que passa e deixa rastos de saudade,
como um vendaval…
deixando bem claro o desejo despertar,
do adormecer no verdadeiro amar
como um corpo inerte…
Que apenas reclama ardor…
vivencia e sentido de amor
Essas sensações que nunca cessam,
de reclamar,
o quanto estamos vivos no corpo e na alma…
De sentir o corpo arrepiar,
o coração acelerar,
o desejo de amar,
agora…
A vontade de querer sempre cada vez mais,
o amor…
Fazer dele o…
Sempre presente…
http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
publicado por Alzira Macedo às 21:34

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
 O que é? |  O que é?
Quarta-feira, 7 de Abril de 2010

Caminhar errantemente...

 

Caminheira solitária…

Percorri …
Caminhos sem saber por onde andei
Caminhei …
Por outros sabendo que não os podia pisar,
Mas caminhei sempre…
Continuo a percorrer ditando minha meta…
Certo ou errada, aqui caminho eu…
Na busca de melhor viver,
de melhor fazer…
Não encontro saídas,
não encontro aberturas…
Estou num impasse só meu…
onde tu,
 já percorreste e nada dizes
nada ensinas…
Apenas ficas observando no que erro
sem nada dizer…
Sorris,
pelo meu engano,
pelo meu desperdiço…
Enganei-me na forma de caminhar,
de dizer o que sinto,
de falar o que desejo…
Mas nunca na forma de pensar
de amar
de ser…
Nas encruzilhadas da vida
vivo eu…
e tu sem saberes,
Deixas-te navegar no mundo da ilusão,
eu digo não…
Não a tudo que não me agrada,
a tudo que me faz mal
a tudo que não é real…
deixa-me no meu silencio…
Ser caminheira solitária,
pelas ruas da amargura
do choro,
do desespero…
Para poder um dia voltar a ser
eu….
Alzira Macedo
http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
sinto-me: caminhando
musica: Vem cá
publicado por Alzira Macedo às 23:10

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
 O que é? |  O que é?
Terça-feira, 6 de Abril de 2010

...






Janela da vida...


Debrucei-me na janela da vida,
Observei momentos vividos
Paro, reflicto…
O que vivi, o que deixei por viver
O que vivo…
O que ainda tenho para viver…
Rica de vivencias,
concordo…
Mas rica de desventuras
de desperdícios,
de vivencias enganosas…
Sempre com um sorriso
ou com uma lágrima
sou o espelho de mim…
Da verdade,
feita por mim própria
Analiso…
concordo com Pessoa,
quando diz que poeta é fingidor
Pela forma de fazer encantar,
sem o sentir…
Não é mera ilusão…
Mas sim, desabafo da alma,
do que pretende atingir
sem conseguir…
então sonha-se em palavras
em miragens…
Alguém se entende, se reconhece…
Vive,
sonha com essa magia
Quem escreve, vive o presente..
O momento…
Mas nunca uma realidade…
Vivemos num mundo de frieza,
de fingimentos…
Até no do próprio sonhar··
Só assim conseguimos nossa meta alcançar.
Essa de fazer sonhar


Alzira Macedo
http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
publicado por Alzira Macedo às 11:46

link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
 O que é? |  O que é?
Sexta-feira, 2 de Abril de 2010

Abri a janela...

 

 

Janela da vida



Debrucei-me na janela da vida,
Observei momentos vividos
Paro, reflicto…
O que vivi, o que deixei por viver
O que vivo…
O que ainda tenho para viver…
Rica de vivencias,  
concordo…
Mas rica de desventuras
de desperdícios,
de vivencias enganosas…
Sempre com um sorriso
ou com uma lágrima
sou o espelho de mim…
Da verdade,  
feita por mim própria
Analiso…
concordo com Pessoa,  
quando diz que poeta é fingidor
Pela forma de fazer encantar,
sem o sentir…
Não é mera ilusão…
Mas sim, desabafo da alma,
do que pretende atingir
sem conseguir…
então sonha-se em palavras
em miragens…
Alguém se entende, se reconhece…
Vive,
sonha com essa magia
Quem escreve, vive o presente..
O momento…
Mas nunca uma realidade…
Vivemos num mundo de frieza,
de fingimentos…
Até no do próprio sonhar··
Só assim conseguimos nossa meta alcançar.
Essa de fazer sonhar
 
 
Alzira Macedo
 
 
http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
sinto-me: Verdadeira
musica: Sou louca por ti...
publicado por Alzira Macedo às 22:17

link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
 O que é? |  O que é?

Visitantes


jeux de casino internet

Sou assim...

Nas asas da imaginação, sentimo-nos que nem borboletas. Voláteis, frágeis e livres Image Host

Julho 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
30
31

pesquisar

 

posts recentes

Um despejar...

Triste amanhecer

Quando cai a noite...

Mulher vulcão

"Melhor Presente"

Momento de reflexão

Momentos...

Folhas em branco

Coração bate forte

Imagem que não é a minha....

Uma brisa vinda de longe

Disfarçada em poeta...

Apenas palavras soltas, s...

Um desabafo solitario

Amor Maduro

Tu, eu e a noite

Quando a tristeza nos inv...

Esperanças sofridas

Saudades matam

...

Momento de reflexão

< <

Myspace Photo Cube

Apareça o sol! - Recados e Imagens para orkut, facebook, tumblr e hi5

mais comentados

Arquivos

Julho 2014

Abril 2014

Março 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Março 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

favorito

A perfeição...

As Contradições do Amor

Quem serei eu

Alzira Macedo-dueto-Sonho...

Teu Nome

Homem do Mar

Amanhecer

Somente Tu

Um pouco sobre mim ...