Quarta-feira, 9 de Setembro de 2009

Vamos viajar...

 

 
 
Para quem não tem oportunidade em viajar, eu cá fiz um resumo de partes lindas e dignas de serem conhecidas...

Em primeiro vou começar pela Alemanha, país onde vivi durante 20 anos...
Vim viver para Portugal, porque não aguentava as saudades das minhas raízes, do meu povo e a beleza do nosso país.
Hoje reconheço que o nosso país é apenas para os turistas.
Um país onde o ordenado é uma miséria comparado ao poder de compra que é muito elevado.
Não encontrei o que esperava (amigos, felicidade, lealdade, ajuda, informação etc)
Continuo a amar o meu país, mas teria bem melhor vida na Alemanha...
Enfim, são desses erros que fazemos ao longo da nossa vida e devemos assumir.
Um dia voltarei a viver num país que me dará melhor qualidade de vida e mais segurança, e viajarei pela Net para rever alguns lugares e amigos que me deixarão saudades.
Quando as saudades forem fortes demais, farei como o Graciana saga (pegarei no avião e irei até ao cantinho do céu)...

Vamos então conhecer DUSSELDORF:

(Eu vivia a 20 km, mas vinha muitas vezes passear a esta cidade, jantar nas ruas velhas de DUSSELDORF (Ruas refeitas com o padrão antigo que lhe dava um certo romantismo) era lá que se situava o consulado Português onde eu como boa Portuguesa ia votar...)
È verdade mesmo estando longe do meu país preocupava-me com ele.




 O rio Reno (RHEIN)

No verão onde os passeios de barco são uma delícia, onde os namorados
passeiam de mão na mão, mesmo quem ande de bicicleta skate board, etc
E a (pils) Cerveja Alemã que não pode deixar de ser saboreada


Dusseldorf TV Turm
È um espectáculo a vista do alto da torre com os seus 234 metros de altura e toda envidraçada.
Pegue o elevador e vá até á sua cobertura, onde existem dois restaurantes.
O mais elevado é giratório ideal para um jantar romântico apreciando as luzes da cidade.
E para quem não quer jantar, pode ir lá apenas para apreciar a vista com um bom martini e boa companhia assim como eu lá estive.
 

A ponte que atravessa o rio Reno… RHEIN (Nordrheinwestfhalen)
e separa Dusseldorf e Krefeld cidade onde eu vivia.



Foto aérea da parte antiga (histórica) de Dusseldorf




 Konigsallee in Dusseldorf, Germany
Rua dos reis é o nome desta rua em Dusseldorf , considerada uma das passarelas mais elegantes da Europa. Graças á sua beleza e as suas lojas renomadas.



Estação ferroviária  (Hauptbahnhof)




Imagem da moderna área junto ao Porto totalmente reconstruída após a guerra.
Este conjunto arquitectónico transformou-se na principal referência da renovação urbana da cidade



Homenagem á criança

A estátua "Radschlägerbrunnen" (poço da cambalhota) é considerada um símbolo de Düsseldorf, construída para homenagear as crianças. Não esquecer o lindo e enorme jardim que nos faz relaxar e aproveitar a mais belas das paisagens.
Düsseldorf, uma cidade que me traz boas recordações.
 
O aeroporto de Dusseldorf


     

Mapa das regiões da Alemanha eu vivia em (Nordrhein westfhalen)



Teria muito mais para vos mostrar, mas seria um poste muito longo.
Talvez outra altura, venha vos trazer algo mais sobre este lindo país e outros.
Hoje sinto-me feliz por ter emigrado, tive o prazer de conhecer novos países, novas culturas, outras formas de viver, outras pessoas e outros idiomas.
Tornei-me uma pessoa diferente se de Portugal nunca tivesse saído.

 

http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
sinto-me: com saudades
musica: pego no aviao e lá vou eu
publicado por Alzira Macedo às 13:01

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
comentarios:
De Sonhosolitario a 9 de Setembro de 2009 às 15:01
Olá amiga Alzira (poveirinha)
Boa tarde
Então como estás, acho-te com pouco de com saudosismo,
Esse coração está em dois lugares,
Um porque nos dá garantia de uma vida melhor,
Outros porque temos nossas raízes lá,
Eu sei o que é isso, porque isso passa através da minha pele,
Está vida está feita desta maneira, e temos de viver assim, ou seja,
Temos de nos aperfeiçoar para nela viver.
Eu sei o quanto dói!
um doce beijinho
sonhosolitario
De Fisga a 13 de Setembro de 2009 às 12:33
Olá Amiga Alzira Macedo. Espero que tudo esteja bem contigo, comigo está tudo bem obrigado. Olha amiga, Como estive ausente, durante 15 dias, fiquei muito feliz por só agora teres publicado a súmula da tua digressão. De outra forma eu não teria o prazer de ver estas lindas fotos, Eu tomei a liberdade de adicionara aos meus favoritos, porque achei muito bela a forma como descreves Dusseldorf, e depois o mapa regional, adorei, Lamento a forma como falas do teu arrependimento, por teres vindo no rasto do teu/nosso torrão, mas a vida é assim mesmo, só mostras que amas o teu País. Errar é Humano. Olha amiga Gostei de saber que tudo correu bem isso é o fundamental. Um abraço deste amigo. Eduardo.
De Alzira Macedo a 14 de Setembro de 2009 às 11:25
Olá Eduardo...
Pelo que consegui perceber tiraste uns dias de férias e fizeste mt bem amigo...
Para onde foi esse cantinho maravilhosos onde se pode relaxar e recarregar energias para mais um ano?
Quanto ao meu poste, fico contente por teres gostado....
Irei fazer outro sobre Krefeld cidade onde vivi durante 20 anos...
Pois nestes ultimos tempos sinto um pouco de nostalgia, pois o nosso país nao para de se enterrar, e as pessoas enterram-se juntamente...
Tenho outra forma de viver, tive outra qualidade de vida e as saudades que eu sentia do meu povo do meu país fiz com que eu deitasse tudo fora e viesse viver para cá...
Não é o arrependimento que me roi a alma...
Mas sim o que nao encontrei e tinha em memoria, a amizade, a simplicidade, a alegria de viver, enfim certas coisas que eu sentia que o nosso povo era.
E que agora me pergunto se nao era imaginação minha de tanto amar o meu povo..
E depois sinto-me um pouco só e revoltada...
Mas nao Há nada que não se resolva...
O tempo é melhor conselheiro, e vai ajudar a que a nostalgia vá se dissipando...
Um beijinho e até uma proxima conversa
De Fisga a 14 de Setembro de 2009 às 11:55
Olá amiga Alzira. Olha minha amiga, nunca me esqueci, quando um dia numa conversa como esta me disseste que viveste na Alemanha, e que tinhas vindo viver para cá. Eu pensei mas ficou comigo, que se fosse eu. Começaria por adoptar a nacionalidade dupla, e depois viria, por uns meses, para ver como era. Mas também sei que se estivesse nas mesmas circunstâncias que provavelmente faria o mesmo que tu fizeste, porque também eu já estive fora de Portugal, e senti a mesma atracão pela terra que me viu nascer. Sei do que falas e sei do que falo. Será que já não tem remédio, esse teu erro? Ou não queres mesmo remediá-lo, porque outros interesses falam mais alto? Desculpa a ousadia, porque eu não tenho nada com isso, mas sinto pena pelo facto de te sentires traída pelo teu amor ao torrão. Um abraço. Eduardo.
De Alzira Macedo a 16 de Setembro de 2009 às 11:21
Olá amigo...
Aqui o que me descreves noto que me entendes e bem...
Remedio tudo tem amigo apenas a morte é que não..
Mas há circunstancias de vida que temos de ponderar mt bem...
Eu já poderia ter regressado á Alemanha, vontade não me faltou aliás até França foi o País que mais me marcou e deixei amigos..
Depois de casada é que vivi na Alemanha, mas meu filhote optou em ir viver para França e gosta muito de lá estar... "Se eu tivesse de partir então ia para o lado dele"
O problema é que tenho filhos gemeos que vao fazer 17 anos...
eles gostam de viver em Portugal, os estudos estao a correr bem...
Não posso partir e os deixar sozinhos e eles já nao querem sair daqui...
pelos filhos fazemos tudo, entao viverei aqui até eles terem idade de olharem sozinhos por eles e depois verei...
Quem sabe que até lá eu já me sinta melhor em Portugal, que tenha um monte de amigos ou me habituarei a viver sozinha com ajuda dos meus amigos internautas,,,
Que são eles aliás que fazem da minha vida mais animada...
um beijinho pa ti amigo e obrigado uma vez mais pelo teu carinho
De Fisga a 16 de Setembro de 2009 às 14:34
Olá amiga Alzira. Eu nunca tive dúvidas que algo falava mais alto. Pois é tens razão. O que nós não fazemos pelos filhos, Olha amiga, considera-te, uma vencedora, que não esquece as suas raízes, mas que também não esquece os seus deveres, na pessoa dos seu filhos amados, e continua na tua tarefa de os apoiar, até que eles se consigam virar por si próprios, e depois quem sabe o que será o teu futuro. Eu sei que custa viver numa selva de sanguessugas, como esta em que nós vivemos, e eu digo-te se eu ao invés de 73 anos, tivesse agora 37, podes ter a certeza que os meus ossos, não eram aqui espoliados da pele e da carne, como estão a ser, mas agora é um pouco tarde, o meu comboio já passou. Já tu, e felizmente para ti, ainda muitos comboios podem passar, e tu podes ainda ter a possibilidade de escolher qual apanhar, Mais 5 ou 6anos não é assim um tempo tão longo, ao contrário passam num abrir e fechar de olhos. Abraço Deste amigo e tudo de bom para ti. Eduardo.
De Alzira Macedo a 17 de Setembro de 2009 às 11:01
Olá amigo Eduardo...

Sim a nossa vida é uma caminhada de encontros e desencontros...
Temos o dever de procurar o k é melhor para nós, no entanto nunca esquecer as nossas obrigações.
Enfim nada é irreparavel apenas a morte é k nao tem reparo...
quam sabe um dia destes tudo muda...
um beijinho para ti, até breve
De M.Luísa Adães a 16 de Setembro de 2009 às 11:50
Alzira

Lindo Dusseldorf, passei por lá, dei mais voltas, numa ida ao Vale do Reno.
É um país muito belo, Berlim é uma reliquia, mas
nunca posso esquecer o Holocausto, pelo que li e
por tantos campos de extermínio e o campo de
morte de auswitz (talvez não esteja bem escrito).
Povo trabalhador reconstruíu um país destruído.
pela culpa do Nazismo.
Eles renasceram das cinzas.

Linda a tua idéia das fotos, do local onde viveste 20 anos.
Pena que o nosso País não dê o que mereces!
Mas Portugal só foi Grande na época dos descobrimentos e depois, parece que adormeceu.

Tenho o meu filho em São Paulo - Brasil, casado e com uma filha de 18 meses. Estive lá em Junho e Julho, deste ano.
O Brasil acolheu muito bem o meu filho, graças a Deus e lhe dá uma situação que ele não teria em
Portugal (é informático e está no Itaú - Banco do
Brasil.)
Não tenciona voltar a Portugal, apenas de passeio.

Isto a propósito de não seres recebida em Portugal,
como te receberam na Alemanha.

Lamento, mas este País é assim e me parece que não vai mudar!

Beijos e parabéns pelo teu Post

Maria Luísa
De Just Moments a 20 de Setembro de 2009 às 19:22
Olá!

..Lindo esta tua terra "adoptiva"..
mas é tão bom estar na nossa...

Beijinhos

Comentar poste

Visitantes


jeux de casino internet

Sou assim...

Nas asas da imaginação, sentimo-nos que nem borboletas. Voláteis, frágeis e livres Image Host

Julho 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
30
31

pesquisar

 

posts recentes

Um despejar...

Triste amanhecer

Quando cai a noite...

Mulher vulcão

"Melhor Presente"

Momento de reflexão

Momentos...

Folhas em branco

Coração bate forte

Imagem que não é a minha....

Uma brisa vinda de longe

Disfarçada em poeta...

Apenas palavras soltas, s...

Um desabafo solitario

Amor Maduro

Tu, eu e a noite

Quando a tristeza nos inv...

Esperanças sofridas

Saudades matam

...

Momento de reflexão

< <

Myspace Photo Cube

Apareça o sol! - Recados e Imagens para orkut, facebook, tumblr e hi5

mais comentados

Arquivos

Julho 2014

Abril 2014

Março 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Março 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

favorito

A perfeição...

As Contradições do Amor

Quem serei eu

Alzira Macedo-dueto-Sonho...

Teu Nome

Homem do Mar

Amanhecer

Somente Tu

Um pouco sobre mim ...