Quinta-feira, 26 de Novembro de 2009

Noite de reflexão...

Envolvida no misterio da reflexão...
Daria a minha vida por uma noite...
Fosse ela completa de todo o meu desejo de todo o meu ser...
Daria toda minha vida...
Morreria feliz pela realização...



 

 

Quero Ser…


Companheira, das tuas alegrias…
amante dos teus sonhos
conselheira das tuas tristezas e duvidas
Motivo para teu sorriso
e a razão da tua saudade
nas noites traiçoeiras
onde os fantasmas do passado
vierem ao teu encontro
refugia-te em meu colo
sereno e acolhedor…
Quero ser musa inspiradora
da tua poesia
não escrita, não lida, mas vivida
do amor cupido
esculpindo cada fragmento do tempo
cada sorriso, cada olhar cada emoção
um desejo sem fim, sem consolação
a alma sufoca grita
quer se perder no vale dos teus braços
viver essa loucura
sem medida, sem tempo
sem demora
sabendo que vais embora
Não quero perder a poesia
que nasceu entre nós
Ela muda rimas
versos, tempos
mesmo os contratempos
com a partilha fica mais maduro
menos reclamador
aceita esse jogo do amor
sem domínio, nem possessão
porque aprimora o conhecimento
percorre a geografia do corpo
da mente a dimensão
enfeitiça de modo diferente
mãos tremulas
palavras entendidas, sentidas
expressão do amor
é o que descrevo na minha ideia poética
mas trago essa intenção
porque advêm do sentimento
da aceitação versos que tocam
de vidas plenas se fazem uma
na poesia do contra por
um bailar de paixão
dando oxigénio e força ao meu coração…

 

 

Alzira Macedo

 

 

 

http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
sinto-me: oxigenada com força de vida
musica: quero ver o por de sol contigo (Rui Nova)
publicado por Alzira Macedo às 21:37

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
comentarios:
De M.Luísa Adães a 27 de Novembro de 2009 às 11:22
ALZIRA

O que tu queres ser
Assim será feito
Se o quiseres.

Tu aceitas o amor
Mudas as rimas dos versos
Enfeitiças de forma só tua
Na candura terna
De teus versos.

Reflectes,
Olhas o teu Eu
No espelho
À tua frente,
E sentes coisas
que poucos fazem
coisas que muitos
não sabem,
coisas que muitos
esquecem,
coisas que aos outros
não interessam.

Mas tu sabes,
As palavras são antigas e recentes...

Aceitas o teu amor,
Te congratulo por isso e pelo que escreves.

Maria Luísa

De Alzira Macedo a 28 de Novembro de 2009 às 18:50
Luisa….

Tenho uma forma de viver e de me expressar
talvez diferente, ou talvez não…
Pois o que sinto, o que quero e o que partilho sou eu…
Eu aceito a vida como me foi dada,
não a temo, respeito!!!
E quero viver…
Mas um viver sereno, com paz e harmonia
vejo o que muitos não vêem, ou não querem ver…
A simplicidade das coisas…
Na simplicidade descubro a felicidade.
Não preciso de muito para me sentir feliz e bem comigo própria e com o mundo
E é essencialmente, quando me sinto bem comigo própria
que me realizo e consigo partilhar de forma emotiva mas simples…
Não sou ingénua, conheço as maldades deste mundo,
mas quero viver longe delas…
Prefiro viver num mundo solitária com as minhas ideias e ideais
do que rodeada de quem me faz mal…
De quem incute o negativo da parte boa da vida…
Sinto que com optimismo podemos mudar a nossa vida
È assim que tenho feito e é assim que me torno mais feliz…
Cada qual, vive á sua maneira, eu respeito acima de tudo cada vivencia.
Cada pessoa e cada ideia…
Mas não tenho por norma alinhar seja no que for…
foi-nos dado a liberdade ao nascer…
Liberdade essa que desenvolvemos a cada momento da nossa vida…
Então somos livres de agir de dizer e de viver como gostamos e não como gostariam que vivêssemos…
Esse sentimento tem me acompanhado á algum tempo e continua a querer se vincar cada vez mais.
Se assim me sinto bem porque não continuar….
beijinho e obrigada uma vez mais pela tua participação….
Bom fim de semana e vive intensamente cada momento que te é oferecido
De M.Luísa Adães a 28 de Novembro de 2009 às 19:10
Alzira

Não quero que mudes.
Sê e és, como gostas.

É evidente que deves continuar o teu caminho
e a manter tua liberdade.

Não pretendi incutir negativismo em nada.
Afirmo!

Eu também quero manter minha liberdade por isso
fujo de quem me pretende incutir negativismo.
Parece-me esra em concordância contigo.

Acho magnifica a tua filosofia de vida, mas repara a
minha filosofia é fugir de quem pretende influenciar
meu viver, com o negativo dos outros.Falo de mim!

Gostei de participar no teu poema. Obrigada por
não te importares e por escreveres.

Maria Luísa
De Fisga a 27 de Novembro de 2009 às 12:07
Olá amiga Alzira. Eu li atentamente, e gostei muito do que li. Quero por isso dar-te os meus parabéns, e dizer-te que adicionei aos meus favoritos. E dizer também que ninguém deve entender, este texto, como uma manifestação de sentimentos pessoais, do autor, mas sim uma constatação de um facto real e patente em qualquer ser vivente. Já é tempo de se acabar com uma série de misticismos, que não têm razão de existir mais. Tais como: Assumirmos que temos carências afectivas, independentemente da idade, do sexo, ou do tipo de carências. Que temos desejos, de vária ordem e género, (lá diz o ditado, nem só de pão vive o homem.) E que desejamos, entre outras coisas, amar e sermos amados, à semelhança de qualquer ser vivente, o amor é fundamental, para o equilíbrio psicológico e mental, de todos nós seres humanos. Seria muito bom que começassem a aparecer muitas pessoas a escrever, sobre este tema, e tentando desmistificar os erros, fruto de uma educação fechada, e tacanha, que teima em sobreviver, aos tempos em que vivemos, como aquela em que nós fomos criados. Seria bom para todos desde que fosse feito com uma certa pedagogia, e cuidado linguístico. Avança que tu tens carisma. Um beijinho e tudo de bom. Eduardo.
De Alzira Macedo a 28 de Novembro de 2009 às 19:03
Olá Eduardo…
Antes de responder quero sinceramente desejar-te as melhoras…
Pois sei que estás a passar um momento difícil, mas também sei ver o quanto a tua amizade é importante…
Continuas activo nesta maratona de não deixar cair no esquecimento os teus amigos…
Tens sempre uma boa palavra e uma atenção para dar….
Essa Amizade seja louvada porque é muito rara nos dias que correm….

Concordo contigo quando dizes que este texto não se deve entender como manifestação de sentimentos pessoais do autor…
Quando escrevo, é na base da realidade….
Realidade essa que é minha, que é tua, que é dele ou dela de qualquer um que vive…
Vivo rodeada de seres humanos, rodeada de sentimentos cujos são importantes para nosso desenvolver…
Até que na minha profissão lido somente e apenas com sentimentos…
Todos eles existem, uns dias mais outros menos patentes…
Mas existem, já era tempo de ser ter acabado com os tabus…
já era tempo de dizer bem alto o quanto necessitamos ser amados e acarinhados…
Que chega de ser mal tratados emocionalmente e fisicamente…
Quem gosta? Ninguém…
Então porque se deixa que isso aconteça…
Sabes recebo muito correio agradecendo a minha forma de partilhar estas vivencias e que quando me lêem ficam felizes ficam leves sentem-se com mais força mais coragem…
Mas depois… Sim depois…
A rotina continua e ninguém ou poucos tem a capacidade de assumir que querem viver diferente…
Mas não perco a esperança de que um dia haverá mais pessoas a pensarem como eu e a tentarem viver uma vida mais simples mais harmoniosa e em paz…
Um beijo para ti amigo e obrigado pelo teu incentivo…
Bom fim de semana…
De 100timento a 28 de Novembro de 2009 às 10:54
Na vida á entradas e saídas, mas o mais importante de tudo são as permanências. Alguém um dia diz disse que o momento mais importante é quando uma pessoa começa a viver dentro de nós. É uma grande verdade, mas e as pessoas que não só têm esse dom, como ainda têm o dom de nos fazer sentir vivos a nós mesmos. Essas sim são as pessoas especiais. Aquelas que nos fazem vibrar, sentir e amar. Aquelas que nos apaixonam até ao mais profundo da nossa alma. E eu? encontrarei alguma pessoa assim?
...Tou a brincar, claro que encontro nem que tenha de correr a lista telefónica de A a Z
Está lindo Alzira ou seja és tu.
Beijinhos do rui
De Alzira Macedo a 28 de Novembro de 2009 às 19:15
Olá Rui….
Na realidade há mesmo entradas e saídas nas nossas vidas…
Nunca sabemos é quando…
daí eu apelar a que se viva cada momento intensamente, porque o próximo não sabemos se existe ou existirá…
Concordo quando te referes á felicidade em alguém começar a viver dentro de nós ao bom estar que nos transmitem…
Ou infelizmente ao mau estar que nos deixam na partida…
Daí eu ser apologista de que devemos nós começar a vivermos dentro de nós…
Depois de nos conhecermos e aceitarmos como somos, certamente vivemos mais felizes, mais realistas, mais desafogados de cada esperança de cada transmissão seja ela negativa ou positiva…
Pois temos a capacidade de sermos felizes e de darmos sem pedir em troca…
de partilharmos sem nos agarrar, de transmitir o nosso à-vontade a nossa segurança.
Assim sendo toda a relação seja amorosa ou amigavelmente será uma relação aberta e cheia de sorrisos partilhas e bem estar…
Assim penso eu, não sou perita nem analista humana, mas já vivi alguns momentos drásticos e felizes na minha vida para poder analisar e pensar desta forma…
Me tornei outra pessoa desde que acordei um dia do coma e senti que teria partido sem viver como eu gostaria de ter vivido…
Hoje recupero o passado….
Não precisas percorrer a lista telefónica amigo… ahahahha
por vezes essa pessoa está perto de nós e não lhe damos o devido valor…
Porque bem outras nos atropelam e não nos deixam ver com os olhos do coração ou somos enganados pelo nosso orgulho…
bj e bom fim de semana

Comentar poste

Visitantes


jeux de casino internet

Sou assim...

Nas asas da imaginação, sentimo-nos que nem borboletas. Voláteis, frágeis e livres Image Host

Julho 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
30
31

pesquisar

 

posts recentes

Um despejar...

Triste amanhecer

Quando cai a noite...

Mulher vulcão

"Melhor Presente"

Momento de reflexão

Momentos...

Folhas em branco

Coração bate forte

Imagem que não é a minha....

Uma brisa vinda de longe

Disfarçada em poeta...

Apenas palavras soltas, s...

Um desabafo solitario

Amor Maduro

Tu, eu e a noite

Quando a tristeza nos inv...

Esperanças sofridas

Saudades matam

...

Momento de reflexão

< <

Myspace Photo Cube

Apareça o sol! - Recados e Imagens para orkut, facebook, tumblr e hi5

mais comentados

Arquivos

Julho 2014

Abril 2014

Março 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Março 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

favorito

A perfeição...

As Contradições do Amor

Quem serei eu

Alzira Macedo-dueto-Sonho...

Teu Nome

Homem do Mar

Amanhecer

Somente Tu

Um pouco sobre mim ...