Quarta-feira, 9 de Dezembro de 2009

Quem se perdeu...

 

 


Porque partiste…


deixando um vazio, em mim
um atropelamento de sentimentos sem fim
um vai e vem no meu peito
que arde e dói
pela lembrança
ou será pela esperança
não consigo esquecer teu rosto
teu corpo
sacudo a cabeça para parar
para novo rumo encontrar
Mas…
Continuas presente
 olhando para mim sorridente
na ausência de te ver
consigo contigo sonhar
 te recordar
quanto tempo ainda
antes que a neblina comece a ficar mais espessa
que deixe de te ver de te recordar
não quero esse pensamento
sou prisioneira no teu querer
no teu entender
jogas o jogo da sedução
levando a meta da ilusão
não sei se vens, se vais
Se permaneces ou se sais..
Deixas a fragrância do teu perfume
do teu olhar, desse teu beijar
e o desejo em mim despertar
fostes
Deixando-me a recordação
essa que dói e corrói meu coração
não são palavras fúteis e vazias
nem mesmo frias…
È um grito de saudosismo
do que foi e do que é

 

 

 

                                                                                   Alzira Macedo

 

 

http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
sinto-me: Não digo...
musica: a que mais me faz lembrar de ti...
publicado por Alzira Macedo às 12:06

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
comentarios:
De Fisga a 9 de Dezembro de 2009 às 16:25
Olá amiga Alzira. Um grito de saudosismo, do que foi, e do que é. Quantas interpretações fora de contexto, se podiam dar a esta frase. Mas a verdade é que eu adorei ler o teu poema, é de facto um grito, um apelo, ao regresso, ao antes de. Um grito, que está presente na mesa de tantas pessoas, e tantas vezes mal entendido, Mas é o destino, que marca estas coisas. Seja como for, eu adorei ler está muito bonito e bem escrito. Parabéns. Um beijinho para ti por isso. Eduardo.
De Alzira Macedo a 11 de Dezembro de 2009 às 09:54
Olá Fisga...

Obrigado amigo por tuas sempre palavras...
é uma honra te ter presente no que escrevo...
Gosto dos teus comentarios, trazes-me conforto, certezas e muita energia para continuar a escrever...

Esse grito de que me escreves e eu escrevo...
È uma patente em nossa vida...
E sabes amigo ainda bem que existe esse grito, é porque algo mexe conosco, é porque há algo a ser mudado, é porque vivemos, porque pensamos...
O que nos resta fazer? Não somente gritar, Mas AGIR...
Beijo para ti amigo até sempre...
De Fisga a 12 de Dezembro de 2009 às 16:17
Olá. Amiga Alzira. Não se agradece o que é feito por puro prazer, assim me acontece ao comentar-te. É a minha forma de te mostrar o quanto, me encanta ler a tua poesia, que é magnifica. Por isso e só por isso te respondo, com muito prazer. Um beijinho e tudo de bom para ti. Eduardo.
De MIGUXA a 9 de Dezembro de 2009 às 17:37
Alzira,

Minha querida,

É dolorosa a partida de quem se ama e ficam presentes todos os pormenores que nos fazem gostar e não deixam esquecer.

Beijinhos doces
Margarida
De Alzira Macedo a 11 de Dezembro de 2009 às 10:00
OLÁ MIGUXA..

querida amiga desculpa-me

sei que ando muito preguiçosa ultimamente
Mas o tempo é tao curto querida...
Precisava de 48 horas num dia para fazer tudo o que pretendo...

Sabes que agora começa as correria para os preparativos do Natal, no emprego é por demais com tantas baixas, e nós temos de aguentar e assegurar o serviço...

Depois ainda sou esposa e mae (Ena tanta coisa de uma só vez) ahahahah
Mas sei que me entendes e que desculpas as minhas falhas...
Prometo fazer melhor para o Ano que vem...

Brigada amiga por tua amizade.. e por tuas tao belas palavras sempre presente no acontecimento...
Beijocas e até breve.
De Sonhosolitario a 10 de Dezembro de 2009 às 02:08
Olá amiga Alzira
Porque partiste, linda pergunta!
Mil e uma perguntas sem fim
Um sentimento de energias
Acumuladas de saudosismos
Controlados pela dor da saudade
Como um barco perdido no meio da tempestade
Com rumo FEITO mas sempre deriva até encontrar porto seguro
E até enquanto não passar a tempestade
Enfrentar ondas que tem de ser controladas
No mar da paixão, porque depois da tempestade bem a bonança
Adorei este teu poema lindo com muito sentimento
Está encantador, cheio de magnetismo entre o desejo e saudade,
Doce beijinho
E muitas felicidades em teu coração
sonhosolitario
De Alzira Macedo a 11 de Dezembro de 2009 às 10:16
Olá amigo sonhosolitario...

È verdade "porque partiste"
Bela pergunta...

Eu tambem parti muitas vezes amigo, mas voltei...

Esta vida de emigrante, esta vida de separação, esta vida de encontros desencontros..

Por vezes estamos perto e ao mesmo tempo longe, nos sentimentos no coração...
Este meu poema retata um pouco isso...
As vertentes que a partida nos transmite...

Obrigado pelo teu comentario...
E volta sempre é um prazer...

beijos
De Jackx a 10 de Dezembro de 2009 às 21:34

Olá

Gostei do blog, visita o meu:

http://versovario.blogs.sapo.pt//

Bjs

De Alzira Macedo a 11 de Dezembro de 2009 às 10:19

Olá Jackx...

Obrigado pela tua presença nos meus blogs...
sim porque tenho outro
www.alzira-macedo.blogs.sapo.pt

O link que me enviaste nao é funcional...
Estive em teu blog gostei do que li.

Volta sempre beijo
De 100timento a 11 de Dezembro de 2009 às 17:32
Está simplesmente...mágico...como treme o coração de homem com palavras destas mesmo sabendo pertencer esse teu coração a um outro coração...Amiga manda-lhe esta menssagem: “Wenn ich in deine Augen seh’,
So schwindet all mein Leid und Weh’,
Doch wenn ich küsse deinen Mund,
So wird ich ganz und gar gesund.”
Vais ver que o derretes
Lindo.....beijinhos e olha chama a GNR , a PSP, os Bombeiros, a PJ mas vou roubar para os favoritos
beijinho grande
De Alzira Macedo a 11 de Dezembro de 2009 às 18:12
Hallo mein freund...

Wen ich sein mund kusse werd gar nicht gesund...
Weil wen ich den kusse, dan mal nur 2 mal im jahr... Und das ist mir so wenig...
Ich lebe nicht mit den zusamen...

Brigado amigo por tuas palavras...
Gosto de saber que o que escrevo alguem o sente assim profundo...
Fica descansado que nao serás figura "Wanted"
ahahahah podes andar na rua de cabeça bem irguida....
beijocas...
De 100timento a 11 de Dezembro de 2009 às 19:00
"Wanted" Alemão , inglês, so falta francês ...não não temo mas sim temo somente um dia sem querer magoar alguém o resto Amiga linda são momentos únicos que vivemos segundo a segundo e esses que sejam intensos e doces.
Beijinho e doce noite...a minha a lareira já está acesa a musica ecoa na sala baixa e com ritimo slow os gatos no bronze das chamas eu com um tinto de 1972 relaxo ...as vezes a solidão queima amiga
De Alzira Macedo a 12 de Dezembro de 2009 às 08:25
Bom dia Rui
Lá por isso não quero que te falte nada amigo....

Je parle aussi le français, comme tu vois je peux me comuniquer avec le monde...

Como vés amigo linguas nao me faltam ahahahahah
Bem espero que tua noite tivesse sido melhor do que a minha...
Cheguei agora do emprego estou exusta, se já 4 funcionarias para 130 utentes é muito pouco esta noite fomos reduzidas a 3.
Uma delas está com gripe está de baixa...
Com este andar da carroagem, nao sei se aguento até ao fim do nao....
De 100timento a 12 de Dezembro de 2009 às 08:34
Pois Amiga por esse andar ainda acabam os velhotes a tomar conta de voçês as 3 o munda ta mesmo louco.
Beijinhos e dorme bem
De M.Luísa Adães a 12 de Dezembro de 2009 às 11:04
Porque partiu,
se deixou o vácuo
e a tristeza se mascarou
de felicadade,
vestida de branco?

Deixou a recordação
entre o partir e o chegar,
numa continuação
desse amor
que nunca vai parar...

lindo de encantar,
Parabéns pelo teu amor
pelo aceitar,
pelo compreender
e continuar a amar.

Beijo da amiga
De maripossa a 12 de Dezembro de 2009 às 18:30
Querida Alzira. A solidão dói na alma, do desejo do sentir a falta de espaço que o coração sente e cala, mas por vezes fala tão alto na alma, que parece que explode no nosso ser, eu lhe chamo o "amor vadio dos sentimentos ".Espero que os outros funcionários voltem, para tu descansares.
Beijinho no teu coração Lisa

Comentar poste

Visitantes


jeux de casino internet

Sou assim...

Nas asas da imaginação, sentimo-nos que nem borboletas. Voláteis, frágeis e livres Image Host

Julho 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
30
31

pesquisar

 

posts recentes

Um despejar...

Triste amanhecer

Quando cai a noite...

Mulher vulcão

"Melhor Presente"

Momento de reflexão

Momentos...

Folhas em branco

Coração bate forte

Imagem que não é a minha....

Uma brisa vinda de longe

Disfarçada em poeta...

Apenas palavras soltas, s...

Um desabafo solitario

Amor Maduro

Tu, eu e a noite

Quando a tristeza nos inv...

Esperanças sofridas

Saudades matam

...

Momento de reflexão

< <

Myspace Photo Cube

Apareça o sol! - Recados e Imagens para orkut, facebook, tumblr e hi5

mais comentados

Arquivos

Julho 2014

Abril 2014

Março 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Março 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

favorito

A perfeição...

As Contradições do Amor

Quem serei eu

Alzira Macedo-dueto-Sonho...

Teu Nome

Homem do Mar

Amanhecer

Somente Tu

Um pouco sobre mim ...