Domingo, 3 de Janeiro de 2010

Mais uma passagem...

 

 

 

Acontece-me cada uma…

Enquanto garota adorava Natal e o fim de Ano…
Era uma festança, um alivio, um alegria…
Porque hoje tudo é diferente?

Talvez por eu ser tão sentimentalista, ou por ser rodeada de mais infelizes do que eu?
Tenho levado lições de vida, sem conta….

Poucos dias depois do Natal, estava de serviço e tinha de cuidar de uma senhora que era…
Que é perita em cozinha, em ser mãe etc…

Essa senhora se chama Ana e tem 93 anos de idade…

Teve um desentendimento no lar com outra utente…
ficou mal... A senhora, ficou de rastos…
Nós as auxiliares de acção medica,  "como nos chamam para ser chique…"
Ou ajudantes de lar para melhor entenderem…
Somos tudo...  De conselheiras a psicólogas a…
Enfim a tudo, mesmo de enfermeiras, durante a noite temos de ser e não nos dão o devido valor…

Mas passando á frente…

Dª Ana não estava nada bem, que já da cama não saia tão mal ela se sentia, mas não foi apenas do desentendimento que teve…
Mas sim porque filho e netos a vieram ver, somente a nora não quis no quarto entrar e preferiu ficar na escadaria do lar conversando com outros utentes…
Quem gosta?

Ninguém penso eu…

Apenas sei dizer que a senhora se sentiu e ficou mesmo  acamada…
Só se levantava, para suas higienes pessoais...
Tanto eu como minhas colegas ficamos chocadas não é normal para a Dª Ana… (Ela que é cheia de vida, gosta de dar boas gargalhadas de algumas anedotas que lhe conto, ela nunca se farta quer sempre mais)

O que fazer?
Nada…
Somos apenas ajudantes de lar…

Nem enfermeiras, nem doutoras, nem psicólogas… Nada sabemos…

Certo dia entrei no quarto dela para a higiene da noite a senhora estava mesmo mal…

Disse…
Dª Ana que se passa com a senhora?
Não é normal esse seu estado…

Tremia, mal falava mas conseguiu dizer…
Está a chegar meu fim…
Estou sozinha, só tenho um filho depois de doze abortos.
2 Netos que mal me visitam e uma nora quem nem um bom Natal me desejou…
Pensei cá para mim e meus botões…
"Meu Deus mais uma," como vou conseguir dar a volta á situação?

Como poderei a fazer animar nesta época onde o sentimento é péssimo…
Onde ela se sente arrumada…

Com calma tentei conversar com ela…
Não foi preciso muito tempo, para ela me contar o que a fazia sofrer tanto…
Não sabendo muito bem como…
Consegui virar a conversa de como ela vivia o Natal em casa dela…
Me falou de tudo um pouco e me falou de sonhos…

Lhe perguntei quais sonhos Dª Ana?

Os de se comer ou os de sonhar mesmo….
Ela sorriu e disse docemente os de comer…
Porque os de se sonhar são somente meus….
Peguei nessa oportunidade e disse…

Sò sei fazer filhoses de abóbora menina, sonhos não sei como fazer…
Ela toda feliz me diz é muito fácil... Eu fazia sempre.

Desde que vim para o lar á 12 anos nunca mais fiz, comprei muitos mas não são como os conheço….

Então lhe disse se me ensinar eu faço e trago-lhe… Mas não se pode rir se não ficarem bem feitos…

Ela me responde meta duas chávenas de farinha o mesmo de agua com uma colher de manteiga uma pintada de sal e faça cozer como para rissóis…
Depois deixa arrefecer…
de seguida vá colocando uma media de 10 ovos um após um e amasse muito bem…
Leve a fritar em azeite eles crescem, crescem e são deliciosos…
No fim faz uma calda com mel, açúcar, limão, um pau de canela e no fim um cálice de vinho do porto e rega por cima…

Respondi vou fazer e trago-lhe…
Ela sorriu e disse já á 12 anos que não como,  não precisa de me trazer, mas se me trouxer,  sempre lhe poderei dizer o que falta ou o que errou…
Fiquei mesmo atordoada, mas prometi-me a mim mesma que iria fazer esses sonhos, fossem eles somente para ela….

Cheguei a casa e inicie minha nova tarefa…
deixei minha família dormir, me levantei bem cedo no ultimo dia do Ano…
Sozinha na minha cozinha preparei o que tinha a preparar de doçaria.
Mais os ditos sonhos…
Com pouca certeza do que estaria a fazer, pois a senhora tem 93 anos e talvez não me desse as medidas certas…
O facto é que não me estava a correr nada mal, achei mesmo que tinha jeito…
escolhi os melhores e coloquei num  toperware, quando cheguei o serviço fui ao quarto da senhora lhe levar minha relíquia esperando uma boa nota….

Mas ela não quis provar porque tinha jantado á pouco tempo…

Quando pelas 3 horas da manha fui fazer a segunda ronda e qual o meu espanto quando ela me diz…
tenho vontade de sonhos….
Rimos as duas e fui buscar os ditos sonhos…

Suas mãos tremulas pegaram no primeiro mordeu...  Saboreou  e eu feita palerma é espera do verídico….


Adorei quando a vi sorrir e dizer, estão maravilhosos, já não como sonhos tão bons desde que deixei de os fazer…

Disse eu… Dª Ana, não precisa me agradar, foi a primeira vez que fiz sonhos se não estiverem bem diga-me assim poderei melhorar…
ela me responde… ZI
(è o nome que me dão no lar)

Estão deliciosos, não imagina a felicidade que me está a dar…
suas lágrimas corriam e dizia só tenho um filho e infelizmente uma nora que nem um bom Natal me desejou, nem um carinho me trouxe….
Mas você fez-me reviver com estes sonhos…

Fiquei feliz em a ter feito sorrir e saborear do que já sentia saudades…
Este é o meu sentido de Natal.
De passagem de Ano..
E de tudo quanto posso fazer na vida…
Dar amor e carinho a quem mais precisa….



Bom 2010 para todos com muitos sonhos...
Voltei ao convivio, mas inicio com calma pois estou com infecção respiratoria e preciso de repouso...


 

 

Alzira Macedo

 

 

 

 

http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
publicado por Alzira Macedo às 21:23

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
comentarios:
De maripossa a 3 de Janeiro de 2010 às 23:42
Amiga Alzira. Gostei de ler esta história real e tão comum nos dias de hoje, o que entristece naturalmente, como pode haver seres tão insensíveis ao sofrimento de alguém! quanto aos sonhos lhes deu um prazer a senhora. Não tenho visitado muito os amigos, pois tive um filho doente e hospitalizado, felizmente está já em casa e muito melhor.
Beijinho e bom ano 2010
Lisa
De Alzira Macedo a 7 de Janeiro de 2010 às 23:50
Amiga maripossa...

Desculpa meu atrazo...
Andei numa correria sem fim...
Desejo-te desde já um exelente 2010 com muita saude, muita paz, harmonia e tudo quanto mais desejares...
Espero que teu filho esteja bem de saude...
Sei o que uma mãe sofre quando pedaços da nossa alma não estão bem...
Sinceramente amiga se algo de mim precisares não exites...
Mãe é bondosa...
Mãe é sofredora...
Mãe é mesmo tudo na vida e nós sabemos disso...
Só espero realmente que nossos filhos nunca se esqueçam de nós quando formos velhinhos...
Que nos tragam uns sonhos, quando já nem isso podermos fazer...
Um beijo para ti minha amiga...
Prometo ir até ao teu mar que tanto me acalma como á tua pista de dança que tanto me alegra...
beijocas doces....
De 100timento a 4 de Janeiro de 2010 às 17:44
Não sabes fazer SONHOS' ?...não é verdade...podes é ter medo de os confeccionar por temeres não saber o seu sabor mas digo-te que com bastante açúcar caramelizado ficam um sonho...eu que o diga e acompanhados por um bom espumante vais ao céu e brincas com as estrelas.
Passei para te desejar um bom ano e deixar um endereço espero que gostes...


http://eternoerrante.blogs.sapo.pt/

Beijinhos muitossss
Beijinhos Amiga e doce ano....
De Alzira Macedo a 8 de Janeiro de 2010 às 00:02
Oi nino....

Eu sei fazer, criar e sonhar sonhos...

Não sabia, é se o que Dª Ana me dizia correspondia com a realidade...
A senhora tem 93 anos, estava num estado lastimável....
E eu consegui com meus sonhos a revitalizar...

Estou muito feliz por isso…
queres provar dos meus sonhos?

Irei te enganar como, me enganas-te com a tua receita para a minha gripe…
Apanhei uma bebedeira que nem vou contar….
ahahahahha
Pensando bem até me fez bem…
Senti-me leve como o vento,
feliz como o sol…
E romântica como a lua…
Sabes uma coisa?
Acho que vou me embriagar novamente ahahahah
beijocas vou indo a tua receita me espera….

Mas não é a das coubes, rabanetes e nem sem que mais sem sal....
nãooooooooooo
é a da vinhaça essa é melhor...
Ups já estou com soluços...
por tua causa vou ter que me esconder...
E quem sabe trocar de edentidade... vou passar por ser uma borrachona...
porque borracho já sei que sou ahhahahahha
De Maria Helena a 4 de Janeiro de 2010 às 17:46
Olá Alzira!
Faz 4 anos que conheci uma senhora, de nome Ilda, que tem 70 e alguns anos e muita família.
É solteira e segundo ela, a família só se lembra de lhe telefonar quando precisa de dinheiro...
A irmã que mais a procura, sem segundas intenções reside em Lisboa, onde ela foi passar o Natal.
Tem dois irmãos a morar a meia dúzia de Kilómetros de casa dela... mas, faz dois anos que passa a passagem d'ano em minha casa.
Chamo-lhe mamacita, até porque os meus pais já faleceram, e ela chama-me filhota, porque nunca teve filhos!
Sinto-me triste e revoltada quando vejo a chamada família de sangue aproveitar-se de quem trabalhou uma vida inteira e não lhe telefonar sequer a desejar Feliz Ano Novo...
A mim compete-me amá-la e dar-lhe todo o carinho que ela tanto precisa!
Não há maior felicidade do que fazer a felicidade de outra pessoa!
Beijinhos!
De Alzira Macedo a 8 de Janeiro de 2010 às 00:17

Maria Helena…

Não sei bem porquê e até sei….
essa historia me é tão familiar…
vivemos num mundo podre..
Desculpa meu palavreado, mas quando leio ou escrevo historias destas não é para me vangloriar… mas sim um momento de reflexão
Um apelo á humanidade que deixou de ser humano mas sim selvagem.
sabes desde que tenho os meus blogues e não é muito tempo vai fazer 2 anos em Fevereiro…
consigo me identificar e me certificar que graças a Deus existem almas com caridade…
e tu és uma delas…
bem haja…
Nunca escrevo por escrever, escrevo para partilhar…
Até pode não agradar…
Porque sabemos muito bem que não agradamos a gregos e a troianos…
Mas sabemos que desabafamos o que nos vai no mais profundo da nossa alma…
Isso é o que conta na vida sermos como somos e nunca com querem que sejamos…
È assim que eu sinto é assim que quero viver…
Porque de mentiras está o mundo cheio….
Sabes amiga.. eu posso perder tudo na vida o que não gostaria…
Mas nunca perco uma oportunidade de fazer bem sem olhar a quem…
Já fui muito desiludida, mas nada importa porque também fui muitas vezes gratificada com o sorriso, com olhos brilhantes de felicidade das pessoas em que eu estive presente quando de mim precisavam…
como também já vivi o contrario…
Mas a felicidade dos mal amados, dos rejeitados me fazem superar os maus contratempos da vida….
Continua tua caminhada fazendo o bem, mas sempre sabendo que nunca seremos agradecidas por isso…
Só o sentimento de paz com que me deito me faz ser a pessoa feliz que sou e entendo que a ti também…
beijos nesse teu coração nobre…
De Maria Helena a 8 de Janeiro de 2010 às 11:07
Olá Alzira!
Eu não gosto de dizer o que faço ou deixo de fazer.
Tal como tu falo de algumas coisas na esperança que alguém se toque e ame o seu próximo ao inves de estar sempre à espera do qual será a recompensa.
Não faço a caridade, como muitos lhe chamam, amo, e o amor leva-nos a fazer o melhor pelos outros.
Muita gente diz que ama a Jesus e que O tem na sua vida, mas na hora de amar o próximo... onde será que ficou o Jesus que supostamente estava nos seus corações?
Se a nossa vida não reflectir o Seu amor... Ele não está nela.
A Bíblia diz uma coisa maravilhosa:
"Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus."
"Não vem das obras, para que ninguém se glorie;" (EF 2:8 e 9)
Ele declara que fomos criados em Cristo para as boas obras: "Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas." (Efésios 2:10). Portanto, não somos salvos pelas obras, mas para as boas obras. As boas obras são o resultado da nossa fé em Cristo, pois quando nos tornamos novas criaturas, quando nascemos de novo da água e do Espírito Santo, mediante a fé Nele, abandonamos as prácticas más e nos voltamos para a práctica do bem. "Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo." (2CO 5:17)

Beijinho minha querida!
E gostaria de te convidar, quando tiver tempo, a acompanhar o livro "Uma vida com propósitos" no blog com o mesmo nome!
De MIGUXA a 5 de Janeiro de 2010 às 17:07
Alzira,

minha querida,

Só uma pessoa sensível como tu levaria "sonhos"numa caixa para adoçar o coração de uma senhora tão só. Bem hajas amiga.

tudo de bom para ti que mereces.

Beijos ternos
Margarida
De Alzira Macedo a 8 de Janeiro de 2010 às 00:32
Minha amiga Miguxa…

Deixa-me te desejar um 2010 excelente porque o mereces…
pela paz que transmites, pela amizade com que me coroas, com a tua presença em minha vida…
Gosto da tua visita, pena tenho eu não poder ser mais participativa…
Sabes amiga eu não fiz nada de mais…
Apenas levei meia dúzia de sonhos a uma senhora que já não os comia á 12 anos…
O pouco que é para mim, é o muito para ela…
E sinceramente não custa nada fazer estes carinhos…
Penso que qualquer uma pessoa que visse ou vivesse o que eu vivo dia a dia o faria…
Eu não consigo virar costas e os deixar a sofrer….
Deus me deu a vocação de amar o próximo…
Como também me deu a vocação de ser sofredora…
Compenso todos os meus males nos bens que faço…
Não me vanglorio do que faço apenas alerto á sociedade da solidão que existe e vai perdurar
pois não vejo jeitos de que isto mude…
tenho a feliz sorte de lidar com pessoas formidáveis como tu na net…
Mas também existe o contrario e isso em mais peso…
Temos de ter a capacidade de aceitar o contrario…
A sabedoria de lidar com os feitios
A inteligência de poder fazer a diferença…
Beijos amiga e desculpa a minha ausência no teu blog e nos outros aliás…
mas aos poucos vou voltando….
De João Faria a 12 de Janeiro de 2010 às 14:58
Amiga Alzira
A sua história real é a realidade do mundo em que vivemos,
o que é muito triste.
Foi sem duvida um apelo há consciência
aos filhos, do tempo em que vivemos, lembrando-lhe
que em breve serão eles que lá estarão.
Um grande abraço
João Faria
De Alzira Macedo a 12 de Janeiro de 2010 às 22:15
Amigo João...
Desde já um grande beijo deste nosso Portugal até ao Canada...
Agradeço sua vizita e suas simpaticas e realistas palavras...
Fico lisonjeada por tal honra em meu blog...
Aliás quem ler este comentario vai ficar admirado...
Pois estou sem palavras...
Simplesmente posso dizer, obrigado pelo apoio pelo carinho e pela amizade que sempre depós em minha pessoa...
Irei fazer um poste e divulgar esse maravilhoso site que tem.. com tao belos poetas e que tem todo o merito em ser divulgado.. tá prometido.. na proxima oportunidade cá estará o link para que seja visitado esse maravilhoso trabalho...
Um beijo e até sempre...

Comentar poste

Visitantes


jeux de casino internet

Sou assim...

Nas asas da imaginação, sentimo-nos que nem borboletas. Voláteis, frágeis e livres Image Host

Julho 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
30
31

pesquisar

 

posts recentes

Um despejar...

Triste amanhecer

Quando cai a noite...

Mulher vulcão

"Melhor Presente"

Momento de reflexão

Momentos...

Folhas em branco

Coração bate forte

Imagem que não é a minha....

Uma brisa vinda de longe

Disfarçada em poeta...

Apenas palavras soltas, s...

Um desabafo solitario

Amor Maduro

Tu, eu e a noite

Quando a tristeza nos inv...

Esperanças sofridas

Saudades matam

...

Momento de reflexão

< <

Myspace Photo Cube

Apareça o sol! - Recados e Imagens para orkut, facebook, tumblr e hi5

mais comentados

Arquivos

Julho 2014

Abril 2014

Março 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Março 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

favorito

A perfeição...

As Contradições do Amor

Quem serei eu

Alzira Macedo-dueto-Sonho...

Teu Nome

Homem do Mar

Amanhecer

Somente Tu

Um pouco sobre mim ...