Terça-feira, 9 de Fevereiro de 2010

Segue-me

 

 

Pediste-me para escrever

Ao som da melodia que ecoa suavemente
me encontro só…
 contigo e com o universo
palavras roucas de prazer, invadem minha alma
meu mundo
como te quero
como te preciso
te procuro
o destino esconde de mim o melhor que está para vir
ou o pior que já me aconteceu
Desconheço
as curvas a contornar
os caminhos a enfrentar
cegamente, me encaminho
sentindo
buscando
ansiando
longe no horizonte te encontras
não te vejo
sinto
encontro um leve versejar
que me dá coragem de enfrentar
obstáculos
lágrimas soltas
gemidos reprimidos
de prazer ou mesmo loucura
como anseio ter as respostas certas
a formula de conseguir atingir sem sofrer
A vida é uma maratona
de conquistas e derrotas
um turbilhão de sentimentos
que num momento não estão
 e de repente o mundo se transforma
eu
 cá fico esperando dias melhores
enquanto isso vou-me evaporando no tempo
te deixando os melhores momentos
Que me resta…
meras recordações
de fragmentos do tempo
cansei-me de falar em amor
torna-se monótono
torna-se igual a sempre
escondido nas lua,  nas estrelas
quero algo diferente
enfrento o mundo
mesmo o planeta
quero ser diferente
ser apenas eu
com mau feitio
meu sorriso
  que nasceu comigo
o teu
que ainda não desenvolveste
quero mudar este ritmo do bom comportamento
simplesmente desafiar ou aniquilar
estas tempestades que me fazem a vida desafiar

Alzira Macedo

 

 

 

http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
sinto-me: Desafiadora
musica: Eu Juro
publicado por Alzira Macedo às 22:56

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
comentarios:
De TiBéu ( Isa) a 9 de Fevereiro de 2010 às 23:31
Olá Alzira, mas que post maravilhoso que hoje colocaste, gostai bastante e em especial desta parte
"lágrimas soltas
gemidos reprimidos
de prazer ou mesmo loucura
como anseio ter as respostas certas
a formula de conseguir atingir sem sofrer
A vida é uma maratona
de conquistas e derrotas
um turbilhão de sentimentos
que num momento não estão
e de repente o mundo se transforma
eu
cá fico esperando dias melhores " lindo, e sentido este teu poema, mais uma vez os meus oarabens.
Alzira se poderes entra em contacto comigo, tenho uma certa urgência, isto se ainda estiveres interessada no meu livro.

Beijinho de amizade
De Alzira Macedo a 11 de Fevereiro de 2010 às 13:42
Olá minha amiga Tibeu...
Obrigada querida pela tua passagem...
Verdade que estou a começar a escrever, depois de uns tempos dificeis...
Gostaria de escrever mais, pois como sabes escrever é minha paixão...
Infelizmente o tempo é limitado, ainda por cima acho que o sapo me ganhou cisma...
Como sabes agora estou a trabalhar todas as manhas...
Apenas posso acessar á net um pouco á noite depois de os afazeres domesticos estarem orientados...
E é mesmo nessa altura em que o sapo dicide não me deixar acessar... " Fico mesmo fula"
Hoje meu dia de folga, tento aproveitar enquanto o sapo dorme para responder aos vossos lindos e simpaticos comentarios...
Sim entrarei em contacto contigo...
Sim quero o teu livro amiga...
E desde já te desejo as maiores felicidedes deste mundo, para o lancamento deste teu livro...
Parabens a ti e uma beijoca grande...
Te adoro
De TiBéu ( Isa) a 11 de Fevereiro de 2010 às 15:01
Alzira
Obrigada pelo teu lindo comentario, e pelas felicidades desejadas, sabes que tinha pensado escrever e só despensar a amigos assim como tu, mas olha está a levar uma volta diferente, já foram bastantes deá a razão de eu não crer deixar os meus amigos sem livro, emprincipio vou ter que mandar fazer mais. Mas tu ainda vais levar dos primeiros, pois tinha aqui guardado.
Se poderes manda a tua morada por mail assim qe possivel. Beijinhos e força para a escrita .
De Sindarin a 10 de Fevereiro de 2010 às 10:26
Olá minha amiga! Está belíssimo este poema. E a imagem é magnífica. Adorei lê-lo ontem à noite só k não comntei por ser tarde, mas está lindo. Um grande beijinho amiga com mto carinho.
De Alzira Macedo a 11 de Fevereiro de 2010 às 13:44
Sindarin beijo para ti amiga...
Obrigada pela tua sempre presença, mesmo eu estando um pouco fora e alheia a teus blogs...
Prometo recompensar logo que possa...
Fico feliz por gostares do que escrevo...
Mas quando escrevo não penso em nada, apenas a alma é mestre...
Ela é que decide por mim, preciso apenas dos membros que fazem o que a alma dita...
Beijoca pa ti amiga...
De Fisga a 10 de Fevereiro de 2010 às 21:06
OLÁ MINHA AMIGA ALZIRA. LINDO DE MORRER. LÁGRIMAS SOLTAS. GEMIDOS REPRIMIDOS, DE PRAZER OU MESMO DE LOUCURA. COMO ANSEIO TER A RESPOSTA CERTA. COMO TODOS ANSIAMOS, AS RESPOSTAS CERTAS. LINDO ESSE TEU POEMA. FEITO DE PALAVRAS FRASES, E PARÁGRAFOS, TÃO SENTIDOS, E TÃO REAIS. PARABÉNS. GOSTEI MUITO. UM BEIJINHO PARA TI AMIGA ALZIRA. DESTE TEU AMIGO, EDUARDO.
De Alzira Macedo a 11 de Fevereiro de 2010 às 13:47
Amigo fisga....

Lindo de morrer dizes tu...
nãooooooooooooo
Porque não quero que morras...

quanto ás duvidas que pervalecem no meu escrever...
E ás respostas certas...
È mesmo um momento especial este o da escrita...
Soltar pelas garras, neste caso pelas maos o que a alma grita...
Sinto-me bem quando algo escrevo...
Melhor ainda quando gostam do que escrevo...
E tu meu amigo és exemplar...
beijoca doce para ti com um eterno agradecimento dessa tua amizade..
De Fisga a 19 de Fevereiro de 2010 às 14:51
Olá minha querida amiga Alzira. Obrigado, pelo elogio, és de uma amabilidade desmedida, eu não mereço tudo isso. Mas sempre te digo que me sinto feliz, por ser bem aceite e compreendido, pelas pessoas com quem privo, e tu és uma dessas pessoas.
Obrigado por seres assim. Gosto muito da forma como escreves, uma forma simples, clara, e fluida, dizendo o que te vai na alma, sempre em termos claros e objectivos desejo-te por isso, toda a felicidade do mundo. Um fim de semana lindo com saúde, paz, alegria e muito amor. aceita um beijinho deste amigo, no teu nobre coração, de amiga. Eduardo.
De Sonhosolitario a 10 de Fevereiro de 2010 às 22:01
Olá amiga Alzira
Boa noite espero que esteja tudo bem contigo
Pois aqui está um poema e peras!
Amor e muita ansiedade e um vazio com todo universo a sua volta e de muitas incertezas

Espero que encontre o que desejas, neste poema está lindo fabuloso.
Adorei obrigado
Doce beijinho
sonhosolitario
De Alzira Macedo a 11 de Fevereiro de 2010 às 13:51
Olá sonhosolitario...
Sejas tu bem-vindo a este percurso de vida...
Estou bem sim obrigado amigo e tu como vais por esses mares?
Espero que navegues serenamente...
Obrigado por gostares do meu poema...
Incertezas essas que nos acompanham sempre...
Porque se a vida fosse uma certeza nao teria esse sabor tão especial e tao apetecido de a viver...
As incertezas, as duvidas fazem de nós simples mortais mais romanticos, mais senciveis...
MAIS APAIXONADOS, seja pelo motivo que for...
Sabe bem viver a vida com todas as contorversas que ela nos tras...
beijoca e até sempre...
De eternoerrante a 11 de Fevereiro de 2010 às 18:46
Doce Amiga és flor que mora em minha mão,
A ti te peço perdão,
Quando tua forma desvirtuo,
Tirando pétala por pétala,
Na esperança de saber,
Se no fim irás bem me querer...

Leio e sinto que nasce dentro de ti o mundo,
O sonho do que desejaste por mil vezes,
E por outras tantas sonhaste noites a fundo.
Agarraste a ele e sentes seu toque a cada segundo,
Pois não fosse ele vida dentro de ti,
Não fosse ele o teu mundo...
Quero-te somente feliz...
Beijinho do amigo rui
De Alzira Macedo a 11 de Fevereiro de 2010 às 19:51
Amigo Rui...

Há um ditado que diz,
"Não és flor que se cheire"

Mas eu sou flor de estufa...
Muito sensivel ao que me dizem, ao que sinto.
O vento já me conheçe e sabe que não pode ser violento, então passa em forma de brisa por mim...
Levando o meu nectar, minha aroma, minha fragilidade pelos tempos...
Semeando minha semente de coração em coração, fazendo brotar um sorriso, um brilho nos olhos, um coração a bater cada vez mais forte...
Pega-me na tua mao amigo, não te importes o que diz a ultima petala...
Cuida de mim o tempo que eu durar...
Depois te resta a mais bela recordação, dessa tua nossa união...
Por um momento senti um calafrio em mim...
Senti a tua alma tão perto da minha, como se fundissem as duas numa só e como um relampago voltas-te a sair...
Sensação estranha esta de entender á perfeição...
O mundo não nasce dentro de mim... Mas carrego o mundo em mim, noites sem conta sonhei, desejei o ter aqui perto de mim.
é vida em mim tanto que por vezes senti meu coração accelarar, sentia bem presente o perfume dele, senti em minha pele as maos dele que me procuravam...
Senti, ou sonhei, ou vivi
já não sei...
Mas que o momento foi agradavel isso foi....
Brigado por me quereres feliz...
Com amigos como tu como poderia ser eu infeliz...
Beijocassssssssssssssssssssss
De eternoerrante a 12 de Fevereiro de 2010 às 18:20
Alzira li compreendi e adorei este teu coment
e so posso responder assim...
Sinto as palavras suaves
de uma flor perdida entre nossas almas,
sinto o perfume que invade o ar
que respiramos,
entranhando-se na pele,
na cumplicidade que é nossa.

Sinto o calor do abraço,
apertado,
chama lenta que abrasa a amizade,
e nos aquece a alma com carinho
as palavras que sabemos fazer.
Ler-te, é esculpir a Deusa que descubro em ti,
sentindo cada letra deste todo
que se faz da tua alma
e termina em teu corpo.
Beijocassssssssssssss
De Rosinda a 13 de Fevereiro de 2010 às 12:16
Lutar contra ventos, tempestades...
Andando sempre em frente,
Fazendo valer vontades...
De uma mulher valente...

Beijinhos e obrigada pelo apoio.
De Isabel Montes a 18 de Fevereiro de 2010 às 18:42
As suas palavras são vida partilhada por gente que sente, poeticamente.
Parabéns!

Isabel Montes
http://isabelmontes-poemas.blogspot.com/

Comentar poste

Visitantes


jeux de casino internet

Sou assim...

Nas asas da imaginação, sentimo-nos que nem borboletas. Voláteis, frágeis e livres Image Host

Julho 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
30
31

pesquisar

 

posts recentes

Um despejar...

Triste amanhecer

Quando cai a noite...

Mulher vulcão

"Melhor Presente"

Momento de reflexão

Momentos...

Folhas em branco

Coração bate forte

Imagem que não é a minha....

Uma brisa vinda de longe

Disfarçada em poeta...

Apenas palavras soltas, s...

Um desabafo solitario

Amor Maduro

Tu, eu e a noite

Quando a tristeza nos inv...

Esperanças sofridas

Saudades matam

...

Momento de reflexão

< <

Myspace Photo Cube

Apareça o sol! - Recados e Imagens para orkut, facebook, tumblr e hi5

mais comentados

Arquivos

Julho 2014

Abril 2014

Março 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Março 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

favorito

A perfeição...

As Contradições do Amor

Quem serei eu

Alzira Macedo-dueto-Sonho...

Teu Nome

Homem do Mar

Amanhecer

Somente Tu

Um pouco sobre mim ...