Segunda-feira, 7 de Junho de 2010

Manipulação...

 

 

 

 

Dar ou ser dada

Os sentidos proferidos por palavras, são rostos existentes dentro de mim, mesmo dentro de ti…

Cada qual molda á sua perfeição…

Lábios que não beijamos, pelo medo de não serem reais

vozes que calamos, porque nem tudo se pode ouvir…
Tal como os sentimentos, somos cortinas manchadas pelo irreal…
Pela dor que apenas queremos que seja nossa e nunca dos outros, pelos sorrisos não existentes na alma,  somente no corpo…

O que se mostra dificilmente ou casualmente  se sente. Há temporais existentes dentro de nós que nos retira a visão de tudo quanto nos engloba…

De tudo quanto nos faz sorrir ou chorar, até porque o que nos foi ensinado é nunca baixar os braços, nunca demonstrar o quanto nos sentimos sós e impotentes…
Na vida tudo se rodeia em tabus…

Esses que a sociedade diz firmemente,  não ter e que se denota em cada palavra, em cada olhar, em cada sorriso mais tristonho…

Somos maquinas feitas pela educação e pela vontade de querer ser positivos aos olhos de quem nos rodeia…

Quanto tempo se irá conseguir ser quem não somos?…


Quanto tempo irá demorar dizer bem alto… (Não sou quem quero ser…)
(Não vivo como gostaria viver…)

Já ouvi varias vezes dizerem que a felicidade está dentro de nós e ninguém nos faz feliz…

Assumo o ter dito também…

Quanto mais penso, quanto mais tento me entender, quanto mais quero me conhecer…
Tenho a sensação de que algo está errado…

Ninguém nos dá a felicidade?
Ninguém consegue tirar a nossa forma de ser?
Ninguém tem o dom de fazer de nós o que bem querem?

Não... Ninguém tem esse direito…

Ninguém pode usufruir mais de nós do que nós próprios…
Então porque existe alguém que consegue manipular nossos sentimentos?
Porque conseguem infiltrar um mal estar?
Conseguem mexer com o nosso intimo?

Não é por falta de capacidades, ou de auto-estima…
Ou até de auto-confiança…

È pelo dom de darmos sem medidas…

No meu pensar... È porque nos entregamos de corpo e alma a alguém, que nos manipula.
Nossa sensibilidade é tanta, que não sentimos que alguém se apodera de nosso bem ser…
È nesse sentido que temos de trabalhar…

Dar…
Mas ter em conta em se preservar.

O dar demais é errado, cada pedaço nosso tem de ser conquistado, para nunca ser vulgar
e pegar e andar…
Sem olhar ao nosso mal estar...


Alzira Macedo
http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
publicado por Alzira Macedo às 22:57

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
comentarios:
De Fátima Soares a 7 de Junho de 2010 às 23:26
Olá Alzira! A minha amiga nem sabe como este texto me toca, como me revejo nele de princípio ao fim especialmente esta frase "...No meu pensar é porque nos entregamos de corpo e alma a alguém, " e depois esta " ...Dar… Mas ter em conta em se preservar.
O dar demais é errado, cada pedaço nosso tem de ser conquistado, para nunca ser vulgar"
Sublime minha amiga. Tudo o que sinto e muito do que sofro está aqui. No fundo todos nós nos damos até demais, sem ver por vezes a quem. Um imenso beijinho. Tudo de bom.
De Alzira Macedo a 7 de Junho de 2010 às 23:33
Minha amiga...
Estou a acabar de postar e já tenho comentario...
Agradeço tua participação...
Estou enraivecida porque não consigo escrever como gostaria minha mão me empede...
Mas amanha se tudo correr bem já tiro o gesso...
O que acabei de escrever é o que sinto...
Acho que vivemos num mundo onde tudo exigem, onde tudo planeiam, mas não nos escutam...
Não deixam com que possamos partilhar, seja o que for...
Por vezes somos prisioneiros de nós proprios e isso doi...
Devemos ter a oudacia a coragem de enfrentar e dizer não...
Não é o que sinto, não o que quero, não é o que desejo....
Afinal todo sdizem e com razão... Esta vida são dois dias e um já passou...
Então vamos fazer o dia de amanha melhor...
Pelo que somosm pelo que gostamos...
Um beijo para ti amiga e anima-te....
Melhores dias virão assim penso eu... E espero eu...
beijocas
De MariaRosinda a 7 de Junho de 2010 às 23:30
Boa noite Alzira!
Este texto, está cheio de grandes verdades, as regras, a educação e até o jogo, fazem parte do dia a dia de muitos de nós, há até quem nos tire todas as forças e at´a dignidade e pensa que tem esse direito.
O que muitas vezes nos leva a não sermos nós próprios... é o medo da solidão e afinal acabamos muitas vezes por nos sentirmos sozinhos, ainda que rodeados de gente...
Bem, adorei!
Espero que estejas melhor.
Beijinhos
Beijinhos
De Alzira Macedo a 7 de Junho de 2010 às 23:43
Boa noite amiga...
Acabei de postar o que mais me chegou á alma...
Estou sozinha e cheia de raiva com esta mao engessada...
Tenho uma vontade inorme de tirar isto e poder escrever.... Escrever sempre o que sinto...
Mas se tudo correr bem e eu conseguir ter calma amnha estarei livre de todas as amarras pelos menos fisicas...
Quanto ao resto minha amiga o tempo nos dirá...
Saiu-me um grito de alma, um grito de verdade...
Nunca fui hipocrita de me esconder por de tras do que sinto...
Mas concordo contigo, há quem consiga nos tirar do serio...
Que consiga fazer de nós instaveis...
Nossa sensibilidade é tão grande que damos, damos sem nada pedir...
Depois sentimo-nos na foça porque tudo demos sem nada receber...
Sem sequer nos entender...
Que raio de vida a nossa as amorosas ahahahahah
fico contente pela tua participação...
Adoro partilhar e ter quem partilhe comigo...
Um beijo em teu coração amiga
De Fátima Soares a 8 de Junho de 2010 às 00:05
Olá Alzira regressei por achar graça a ter postado e eu comentar logo, mas tocou-me fundo o seu post amiga. É verdade damo-nos de alma e coração e não nos entendem não nos sabem estimar e dói... amiga sei bem pelo que está a passar. Parti um pé há um ano quase e meio e ainda não estou boa . Já fui operada e sê-lo-ei se calhar novamente. No entanto espero que tudo corra super bem para si e tire o gesso amanhã e fique a 100%. Quando nos vimos limitados é triste. Parece que não somos nós. Um grande beijinho e muita força. Obrigado por ser minha amiga.
De Alzira Macedo a 8 de Junho de 2010 às 00:45
Olá Sindarin...
Tambem voltei depois de ter conseguido escrever no outro blog...
Sinto-me mal quando escrevo num e não no outro ahahahah
coisas minhas sou mesmo louca sei disso, mas faço disso um carisma só meu...
Mesmo mal tenho de dividir o mal pelas aldeias....
Obrigada pelo apoio amiga...
Até agora tinha vivido normalmente, nunca fiquei impossibilitada pelas mãos...
Hoje reconheco que seria para mim um inferno não poder escrever...
Hoje consigo entender tanto o que até agora era para mim normal...
Sinceramente espero retirar este gesso amanha... Senão dou em doida....
Já tentei com raiva retirar o gesso até mais para aliviar...
A unica coisa que senti foi um estirão e os dedos a ficarem com formigueiro...
Então optei por ter calma e amanha será tudo resolvido espero eu...
Amiga desejo-te as melhoras e que recuperes rapidamente...
Perlos vistos sabemos o que é estar impossibilitade de andar ou de escrever....
(Venha o diabo e escolha)
Somos fortes, entao iremos conseguir...
O meu Ortopedista disse-me que se amanha nao estivesse melhor que me partiria o gesso na cabeça imagina a minha sorte...
ahahahahaha
vou dormir e esperar que amanha me retirem esta peste senao sou eu que o parto ahahahahaha
beijocas...
De Sonhosolitario a 8 de Junho de 2010 às 05:35
Olá amiga Alzira Macedo
Bom dia então como vai?
Entrei e deparo com um grande muro de (lamentações), vejo que amiga não se encontra nos seus melhores dias,
A vida é mesmo assim, na vida nada será fácil, porque se nós tivéssemos tudo a mão a vida deixava de ter interesse, vejo tanto desanimo, será pela tua mão mas isso há-de ficar boa eu sei que quando estamos proibidos de fazermos aquilo que gostaríamos de fazer isso dói e de que maneira, mas amiga tudo isso faz parte da vida, fico um triste por te encontrares assim sem poder ter as tuas duas mãos operacionais, será uma questão de tempo, vá lá não desanimas, melhores dias virão .
Doce beijinho
E um resto de boa semana
sonhosolitario
De Alzira Macedo a 10 de Junho de 2010 às 23:00
Amigo sonhosolitario...
Desculpa o traso na minha resposta...
Não encontras-te um muro de lamentaçoes amigo...
Apenas um desabafo da alma, deste meu mau estar de não poder cumprir com meus afazeres mesmo minimos...
Dependendo de todos que cá vivem em casa para tudo...
È massacrador para mim como para eles...
Nestas alturas entendo o quanto todos os nossos membros nos fazem falta e quando um falha falha todo o resto...
Psicologicamente fica-se enormamente afectado...
Depois saim disparates como este....
Hoje que já não tenho gesso estou bem mais aliviada,,,
Mas lixada porque não está a correr como pretendia...
O que mais me agrada é ver o meu pulso fino como sempre foi ahahahah
Não imaginas o calhamaço que tinha com o gesso era um horro ahahahaha
Já estou boa até já consigo rir da situação...
Beijocas para ti e obrigado pela conprenção e pela tentative em me levantares o moral...
De DyDa/Flordeliz a 8 de Junho de 2010 às 10:20
Teus pensamentos caiem hoje no meu sentimento como uma luva.
Dias em que nos sentimos feridos connosco. Muitas vezes dou comigo a pensar: Quem te manda ser boazinha? Porque não te proteges? Porque não pensas um pouco mais em ti?
Mas...
É difícil mudar e viver de mentira. Sou assim e se assim não fosse, sofreria diferente talvez, mas sofreria na mesma por não ser eu.
Um abraço gostei de aqui estar.
De Alzira Macedo a 11 de Junho de 2010 às 01:13
Flordeliz...

Espero que hoje teus sentimentos estejam bem melhores...
Pois fico sempre triste quando minhas amarguras correspondem com algumas de quem me lê...
Então que faço eu?
Dou a volta por cima e vou buscar nvas energias para melhorar....
Nunca desanimes em ser boa porque isso é um dom...
Mesmo não sendo agradecida no momento, tens uma mais valia...
Ser quem és de alma e coração...
Beijoca doce para ti....
Irei te visitar e tentar te dar animo sempre....
De green.eyes a 8 de Junho de 2010 às 14:45
Gostei muito deste seu texto ... fez-me olhar para dentro de mim mesma e rever em muitas das suas palavras.

Bjs
De Alzira Macedo a 11 de Junho de 2010 às 01:15
Oi amiga...
Por vezes o escrever um pouco mais melancolioso não é sinal de desgraça...
Mas sim sinal de uma profundesa da nossa alma...
E é nesse momento que nos encontramos com nós proprias...
Tambem precisamos destes dias, ou destes momentos...
È sempre bom se rever para se conhecer pessoalmente...
Beijo doce e obrigada pela tua presença...
De MIGUXA a 8 de Junho de 2010 às 17:42
Alzira,

Minha amiga,

É uma sensação dolorosa saber que tudo damos e pouco ou nada recebemos em troca mas, a vida é mesmo assim...cada um dá o que tem e há muitos que nada encontram em si mesmos para entregar ao próximo...sensibilidades diferentes...ou mesmo quem sabe pura e simples falta de sensibilidade.

Não fiques triste amiga há sempre alguém que te quer bem e há que dar graças por isso...por vezes achamos pouco mas, já é tanto quando sincero.

As tuas rápidas melhoras.

Beijos ternos
Margarida
De Alzira Macedo a 11 de Junho de 2010 às 01:17
Oi minha amiga...

Concordo plenamente com tua forma de ver e sentir estes momentos...
Hoje já me sinto melhor depois de ter batalhado com o sapo e poder postar ahahahaha
Tambem já me retiraram o gesso...
Mais uns dias e volto a ser eu aliás sempre fui eu...
mas gosto mais de mim sorridente e brincalhona...
Beijoca fofa e obrigada pela tua mais valia...
De Lynce a 8 de Junho de 2010 às 22:42
Este texto tem tanto de belo como tu. Adorei, minha querida amiga do virtual. :)))
Há! Já agora, o emprego em questão, era para o arquivo de uma Biblioteca.
Beijinhos ó minha simpática!
De Alzira Macedo a 11 de Junho de 2010 às 01:20
Lynce meu amigo...
Obrigado pelo carinho, faz-nos sempre bem ouvir tão belas palavras....
Sobre o emprego...
Hummmm....
Pensando bem, não faz muito o meu estilo arquivo...
todo o dia fechada fora do mundo e de pessoas....
Naaaaaaaa... Eu preciso de gente a meu redor, mesmo sendo velhinhos adoro mesmo a minha profissão...
Mas fiquei esclarecida obrigado...
Não é desta vez que te farei companhia ahahahaha
beijocas....
De Lynce a 11 de Junho de 2010 às 09:06
Eu vi logo que não tinha essa sorte de te ter como colega. Não imaginas como lamento:)))
Beijinhos minha simpática e bom fim de semana!
:)))
De Alzira Macedo a 11 de Junho de 2010 às 14:25
Oi Lynce...

Não lamentes meu amigo até porque o emprego não era garantido...
E para não apanhar desilusão nem sequer tento ahahahah
Olha não me tens como colega de trabalho...
Mas tens-me como colega de blogue e amiga...
Acredita que é muito bom, falo por mim...
Beijoca pa ti ó simpatico...
Tens sempre uma palavra reconfortante...
Obrigado....
De Lynce a 11 de Junho de 2010 às 16:20
Ok, já não é mau ter-te como amiga virtual...hehe
Também estou a adorar ter-te como amiga, és uma simpatia de mulher e não é nada fácil, nos dias de hoje, encontrar alguém assim. Prometo preservar sempre esta amizade, independentemente das circunstâncias.
Beijinhos em ti, minha simpática!
:)))
De iara a 9 de Junho de 2010 às 17:30
Oi ! Achei teu blog uma graça! Se puder me visite, http://sindromemm.blogspot.com
De Alzira Macedo a 11 de Junho de 2010 às 01:21
Olá Iara....
Obrigada pela simpatica visita...
Prometo que na proxima oportunidade irei ver o teu cantinho de segredos....
beijos e volta sempre, será um prazer
De maripossa a 10 de Junho de 2010 às 01:03
Amiga Alzira. Logo na entrada vejo que se magoou ! Sempre acontece o pior e quando menos esperamos, vai ver quando tirar o gesso melhora. Ao ler estas palavras claro está que não me revejo nelas e ainda bem, mas sei quanto elas tem de verdade para muitos, e quantas vezes dá aquela vontade de dar o tal grito da alma e partir ao encontro de tudo que sempre sonhamos. A sociedade está instituída para que tudo seja direitinho! mas não minha amiga, apanhamos surpresas de muitos lados, e depois como não agimos da mesma forma estranhamos, pensa que estamos a conversar na mesa do café, e estou a tender tão bem que nem explicação tenho. Me fico por aqui, e desejo o melhor e que seja feliz, agradeço o carinho no blog. Beijinho bfs e feriado Lisa
De Alzira Macedo a 11 de Junho de 2010 às 01:25
Olá querida Lisa....
entendo perfeitamente o que me dizes...
por vezes não necessitamos passar por elas para entender o que se passa a nosso redor...
Infelizmente é uma realidade constante por quem nos rodeia inclusive eu que desespero por não poder trabalhar normalmente...
Então tudo me passa pela cabeça...
Mas o gesso já se foi e com ele vai este mau momento...
Por isso vamos aguardar novos dias com muitos sorrisos e quem sabe alguma melancolia pela mistura, até porque faz parte da vida....
irei te visitar amiga até porque no teu blogue encontro paz e serenidade...
Gosto de lá estar e se me permites ficarei lá a ler e a ouvir tudo quanto tens de sereno para minha alma...
Um beijo com muito carinho e até breve...

Comentar poste

Visitantes


jeux de casino internet

Sou assim...

Nas asas da imaginação, sentimo-nos que nem borboletas. Voláteis, frágeis e livres Image Host

Julho 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
30
31

pesquisar

 

posts recentes

Um despejar...

Triste amanhecer

Quando cai a noite...

Mulher vulcão

"Melhor Presente"

Momento de reflexão

Momentos...

Folhas em branco

Coração bate forte

Imagem que não é a minha....

Uma brisa vinda de longe

Disfarçada em poeta...

Apenas palavras soltas, s...

Um desabafo solitario

Amor Maduro

Tu, eu e a noite

Quando a tristeza nos inv...

Esperanças sofridas

Saudades matam

...

Momento de reflexão

< <

Myspace Photo Cube

Apareça o sol! - Recados e Imagens para orkut, facebook, tumblr e hi5

mais comentados

Arquivos

Julho 2014

Abril 2014

Março 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Março 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

favorito

A perfeição...

As Contradições do Amor

Quem serei eu

Alzira Macedo-dueto-Sonho...

Teu Nome

Homem do Mar

Amanhecer

Somente Tu

Um pouco sobre mim ...