Quarta-feira, 9 de Setembro de 2009

Vamos viajar...

 

 
 
Para quem não tem oportunidade em viajar, eu cá fiz um resumo de partes lindas e dignas de serem conhecidas...

Em primeiro vou começar pela Alemanha, país onde vivi durante 20 anos...
Vim viver para Portugal, porque não aguentava as saudades das minhas raízes, do meu povo e a beleza do nosso país.
Hoje reconheço que o nosso país é apenas para os turistas.
Um país onde o ordenado é uma miséria comparado ao poder de compra que é muito elevado.
Não encontrei o que esperava (amigos, felicidade, lealdade, ajuda, informação etc)
Continuo a amar o meu país, mas teria bem melhor vida na Alemanha...
Enfim, são desses erros que fazemos ao longo da nossa vida e devemos assumir.
Um dia voltarei a viver num país que me dará melhor qualidade de vida e mais segurança, e viajarei pela Net para rever alguns lugares e amigos que me deixarão saudades.
Quando as saudades forem fortes demais, farei como o Graciana saga (pegarei no avião e irei até ao cantinho do céu)...

Vamos então conhecer DUSSELDORF:

(Eu vivia a 20 km, mas vinha muitas vezes passear a esta cidade, jantar nas ruas velhas de DUSSELDORF (Ruas refeitas com o padrão antigo que lhe dava um certo romantismo) era lá que se situava o consulado Português onde eu como boa Portuguesa ia votar...)
È verdade mesmo estando longe do meu país preocupava-me com ele.




 O rio Reno (RHEIN)

No verão onde os passeios de barco são uma delícia, onde os namorados
passeiam de mão na mão, mesmo quem ande de bicicleta skate board, etc
E a (pils) Cerveja Alemã que não pode deixar de ser saboreada


Dusseldorf TV Turm
È um espectáculo a vista do alto da torre com os seus 234 metros de altura e toda envidraçada.
Pegue o elevador e vá até á sua cobertura, onde existem dois restaurantes.
O mais elevado é giratório ideal para um jantar romântico apreciando as luzes da cidade.
E para quem não quer jantar, pode ir lá apenas para apreciar a vista com um bom martini e boa companhia assim como eu lá estive.
 

A ponte que atravessa o rio Reno… RHEIN (Nordrheinwestfhalen)
e separa Dusseldorf e Krefeld cidade onde eu vivia.



Foto aérea da parte antiga (histórica) de Dusseldorf




 Konigsallee in Dusseldorf, Germany
Rua dos reis é o nome desta rua em Dusseldorf , considerada uma das passarelas mais elegantes da Europa. Graças á sua beleza e as suas lojas renomadas.



Estação ferroviária  (Hauptbahnhof)




Imagem da moderna área junto ao Porto totalmente reconstruída após a guerra.
Este conjunto arquitectónico transformou-se na principal referência da renovação urbana da cidade



Homenagem á criança

A estátua "Radschlägerbrunnen" (poço da cambalhota) é considerada um símbolo de Düsseldorf, construída para homenagear as crianças. Não esquecer o lindo e enorme jardim que nos faz relaxar e aproveitar a mais belas das paisagens.
Düsseldorf, uma cidade que me traz boas recordações.
 
O aeroporto de Dusseldorf


     

Mapa das regiões da Alemanha eu vivia em (Nordrhein westfhalen)



Teria muito mais para vos mostrar, mas seria um poste muito longo.
Talvez outra altura, venha vos trazer algo mais sobre este lindo país e outros.
Hoje sinto-me feliz por ter emigrado, tive o prazer de conhecer novos países, novas culturas, outras formas de viver, outras pessoas e outros idiomas.
Tornei-me uma pessoa diferente se de Portugal nunca tivesse saído.

 

http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
sinto-me: com saudades
musica: pego no aviao e lá vou eu
publicado por Alzira Macedo às 13:01

link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
 O que é? |  O que é?
Sexta-feira, 29 de Maio de 2009

Estive de ferias...

 

 

 

Allein, allein…

Titulo de uma musica Alemã
Com a qual me identifico…· (Sozinha, sozinha…)

As ferias iniciaram, e por sorte ou coincidência tive muitas visitas.
Pensei que iria  estar sozinha,
Até tinha pensado sair pela estrada fora em direcção a Setúbal.
Pois sentia-me exausta e a necessitar de novos ares.
Quando inesperadamente a casa se enche…
Filho, irmãos e amigos de origem alemã anunciam chegada…
Xiiiiiiii Pensei eu onde vou ter tempo para tanta gente!
Meu filhinho que bom o ter de volta ao meu aconchego.
Meus irmãos!
 Há quanto tempo não posso passar uma noite a conversar convosco…
Da nossa infância, da nossa juventude, dos nossos encontros e desencontros.
Do que éramos e do que somos…
Meu cérebro ficou preocupado, como vou conseguir consiliar tudo isto?
Não havia hipótese, teria de organizar uma noite multicultural, entre o Português língua mãe, o Francês língua acolhedora e o Alemão língua Germânica, esta ultima que vivi durante 20 anos…
Depois de uma organização minuciosa e cuidadosa foi um sucesso
consegui juntar 33 pessoas para um jantar á moda Portuguesa…
Churrasco foi a minha opção, mesas postas um pouco por toda a casa assim como pelo quintal pois o tempo estava muito incerto…
Mas o calor humano que se fez sentir e esteve presente nessa noite, nada temeu e consegui juntar varias gerações…
Entre meias palavras Inglesas, Francesas, alemãs e Portuguesas
assim como gestos todos se entenderam e compreenderam.
Foi uma noite fascinante, onde todos se entenderam compreenderam-se e novas amizades se ganharam.
Embora eu os conhece-se a todos, eles não se conheciam entre eles….
Fica na minha memória e na dos que participaram nessa noite magica…
Um convívio como podemos chamar de 100%
foi noite emocionante, onde eu revitalizei-me, pois consegui estar no seio de alguns dos meus familiares e amigos, porque muitos deles infelizmente ainda estão espalhados pelo mundo sem ter tido ainda a oportunidade de ferias…
Alguns deles foram ao fim de 4 dias embora, para os países de acolhimento.
Outros (Os meus amigos alemães partiram hoje de manha….)
Com Lágrimas nos olhos e me deixaram também, com lágrimas nos olhos, mas com a promessa de voltarem.
Tive duas semanas de ferias que souberam a muito pouco, Mas duas semanas muito intensivas que nem sabia qual o dia nem a hora em que estávamos.
Sei apenas que as vivi entensamente com o medo (aliás sabendo que iriam terminar brevemente)
Mas saboreei todo o segundo vivido e partilhado..
Estou exausta, vou iniciar o meu emprego aonde necessitava agora de ferias para descansar ahahahah
Ok tudo bem, sei o que estão a pensar…
( já estiveste de ferias e ainda queres mais?)
Vou iniciar o meu emprego, feliz porque pode rever amigos com quem partilhei minha vida e momentos muitos felizes, assim como alguns menos felizes.
Mas com uma amizade muito serena e muito sã.
Não tive muito descanso, mas tive a certeza de que as amizades sinceras são muito valiosas e nos fazem angariar energias desconhecidas…
Hoje antes de vir escrever este poste, estive algum tempo sozinha a olhar o céu estrelado, a lua a sorrir ao contrário como eu costumo dizer (quarto minguante)
talvez pela nostalgia e pela saudade de os ver partir e me sentir sozinha, novamente sozinha. ( Allein, allein)
Sou uma mulher feliz e realizada tenho a feliz sorte de ter amigos pelos 4 quantos mundo e que prezam a minha amizade, que fazem milhares de quilómetros para me visitarem…
Entao porque me sinto (Allein, allein ) “sozinha, sozinha”?
Porque tenho outros tantos amigos maravilhosos aqui em terras portuguesas que me esperam e que eu espero poder encontrar mais umas ferias para podermos estar juntos…
Assim nunca mais me sentirei Allein, Allein ( sozinha, sozinha)
com este poste quero apenas dizer que amizades sinceras são poucas, mas são o melhor antibiótico para a solidão…
contigo e com eles nunca mais eu terei a sensação de estar “Allein, allein” sozinha, sozinha…
Um grande xi coração a todos os meus amigos, e um pedido de desculpa pela minha ausência, mas não me podia desdobrar…
Mas fiquem com a certitude de que nunca me esqueci de vós amigos, apenas tirei uns dias para os amigos e familiares que viajaram até o nosso lindo Portugal…

Um beijo para todos vós e desejo-vos boas ferias…
Sei que para muitos ainda é cedo para outros estão a iniciar e para outros como eu já estão a terminar….
Mas como diz o ditado!!!
Deixa passar estas que daqui a pouco há mais…

 

 

 

Alzira Macedo

http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
sinto-me: sem ferias
musica: Vamos a la plaia
publicado por Alzira Macedo às 23:57

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
 O que é? |  O que é?
Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008

Minha Poesia

Falamos tantas vezes em amor, amizade, compreenção, traição,sexo e muitto mais que agora nao me ocorre...
E o "Medo" não falamos porquê?
 Por ter medo de nao conseguirmos usufruir de tudo quanto acima descrevi...
O Medo de nao conseguir nos amarra, as cordas ficam cada vez mais prezas e nao nos conseguimos desamarrar...
Eu senti esse Medo depois de sair do estado "Coma"
Só aí é que eu consegui dar valor á vida ou o que me resta de vida....
Sim porque todos nós nascemos para morrer e o tempo em que vivemos são umas férias e já gastamos alguns dias dessas férias sem desfrutar...
Agora sinto tudo quanto aqui descrevi no meu poema...
Medo de me deitar e nao acordar, para viver e ser feliz....
Por isso tento, nem sempre consigo mas tento viver todos os dias feliz e fazer da minha vida as melhores férias....
Experimenta faz o mesmo e verás que és mais feliz....

MEDO!!!

Não quero me deitar, com medo de não acordar!!!

E com isto passo a escrever o que vai em meu pensar…

A vida passa a correr e eu sem tempo para viver.

No meu corpo um relógio pronto a despertar!!!

Será para viver, ou para me matar???

Deus dá-me a forca para continuar a lutar.

Há tanto ainda que quero fazer!!!

Por isso tenho medo de desfalecer.

Viver o que não vivi, amar o que não amei.

A vida passa e eu nunca de mim falei!!!

Hoje é dia de tudo dizer.

Consegui muito mas não sei o que é viver.

Sou mãe, sou mulher e esposa!!!

Me sinto esquecida por esta vida espantosa.

Há tanto para dizer e tanto para viver.

Mas falta a coragem de tudo esclarecer!!!

Dias após dias vão passando, e meu coração sempre chorando.

Há quem se contente com minha maneira de estar.

E eu cá fico sem nada disto desfrutar.

Serei normal por este meu pensar?

Que preciso eu, para melhor a vida desfrutar?

Talvez segurança de um verdadeiro amar?

Peco demais?... Aquém não é capaz de me dar!!!

Até quando terei a força de tudo isto aguentar?...

Poema retirado do livro (Longe da vista nunca, do coração)
Alzira Macedo

http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
publicado por Alzira Macedo às 16:18

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
 O que é? |  O que é?

Visitantes


jeux de casino internet

Sou assim...

Nas asas da imaginação, sentimo-nos que nem borboletas. Voláteis, frágeis e livres Image Host

Julho 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
30
31

pesquisar

 

posts recentes

Vamos viajar...

Estive de ferias...

Minha Poesia

Momento de reflexão

< <

Myspace Photo Cube

Apareça o sol! - Recados e Imagens para orkut, facebook, tumblr e hi5

mais comentados

comentarios
comentarios

Arquivos

Julho 2014

Abril 2014

Março 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Março 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

favorito

A perfeição...

As Contradições do Amor

Quem serei eu

Alzira Macedo-dueto-Sonho...

Teu Nome

Homem do Mar

Amanhecer

Somente Tu

Um pouco sobre mim ...