Sábado, 31 de Maio de 2008

Pensar

 

Hoje aqui e agora deixei voar o meu pensar...

Enquanto alguns já estao a curtir o fim de semana, cá estou eu a postar mais um poema meu que acabei de criar...
depois de dar conta de que deixei meu pensamento voar, sem o impedir nem conseguir controlar...
o que saiu vou convosco partilhar,

 

 

 [voa.bmp]

 

Deixei voar o pensamento….

Quero ser original
então deixo voar o pensamento
confuso, e absurdo no firmamento
lá vai abrindo a tela do meu alento
surgem ideias, como uma tempestade
não abdicarei da verdade
Malvadez, hipocrisia,
 incompreensão é o nosso dia a dia
será egoísmo ou mal estar
que tanto queremos, sem nada dar
exigimos do próximo
debilitados,
os amigos julgamos
conseguimos alcançar uma verdade falsa
daí nascer a palavra esperança
esperar até quando, e por quem, ou porquê
são apenas pensamentos em branco
dirão vocês sem nexo nem pranto
quem consegue controlar os pensamentos
Ora de amor, carinhosos, como violentos
estando sozinha no momento de solidão
deixei asas á minha imaginação
quanto mais me retiro mais sinto
que a amizade é um brinquedo criado
despedaçada quando procuramos a felicidade
se para ti não é uma realidade
não dês importância a este meu tormento
que é apenas, um pensamento
num pequeno momento

 

 

Alzira Macedo

 

sinto-me: A pensar
publicado por Alzira Macedo às 22:04

link do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Sou assim...

Julho 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
30
31

pesquisar

 

posts recentes

Um despejar...

Triste amanhecer

Quando cai a noite...

Mulher vulcão

"Melhor Presente"

Momento de reflexão

Momentos...

Folhas em branco

Coração bate forte

Imagem que não é a minha....

Uma brisa vinda de longe

Disfarçada em poeta...

Apenas palavras soltas, s...

Um desabafo solitario

Amor Maduro

Tu, eu e a noite

Quando a tristeza nos inv...

Esperanças sofridas

Saudades matam

...

mais comentados

Arquivos

Julho 2014

Abril 2014

Março 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Março 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

favorito

A perfeição...

As Contradições do Amor

Quem serei eu

Alzira Macedo-dueto-Sonho...

Teu Nome

Homem do Mar

Amanhecer

Somente Tu

Um pouco sobre mim ...