Sexta-feira, 8 de Janeiro de 2010

Sobrevivencia...

 

                                                                            (imagem retirada da net)


 

Deixa-me Germinar

 

Venho me instalar de mansinho…
Nem dás conta que existo
tuas lágrimas de tristeza,
  inundam minhas folhas
não me deixando libertar
teu frio de desamor
gela minhas raízes,
não me deixas crescer
estou aqui,
 tão pequenina…
 que nem me vês
 vou lutar…
por ti…
 por mim,
porque quero vencer
Não há lágrimas
que nunca sequem
Não há frio que perdure
não há tamanho
que me impeça de alcançar
soltei-me…
 das agarras que me aprisionas-te
estou aqui…
esplêndida e sorrindo para ti…
Sou a ESPERANÇA renascida…
Dá-me a tua mão e acompanha-me
Nunca mais te sentirás só
 o amor, não morre
ele é o meu fiel companheiro…
juntos percorremos, e alcançaremos
os mais altos obstáculos

 

 

 

Poema retirado do fundo da minha alma
Alzira Macedo

 

 

 

 

sinto-me: Esperançada
musica: Porque te vas...
publicado por Alzira Macedo às 13:05

link do post | comentar | favorito
comentarios:
De Alzira Macedo a 13 de Janeiro de 2010 às 10:38
Ai fisga...

Amigo toma cuidado com o que me dizes....
Estás muito pertinho de fazer acontecer um diluvio de sentimentos...
Hummm eu de ouro fino, estou a viver um sonho...
Nunca ninguem me pintou tão valiosa...
Adoro-te Fisga...
Meu interior bate forte dizendo, continua a tua meta e leva a felicidade, o sorriso o carinho... Da forma que melhor sabes ao coração dos tristes, dos abandonados...
Amigo acredita que é um caminhar muito doloroso, muito dificil, pela incompreenção, pela mente poluida do nosso Zé povinho...
Mas eu fiel ao meu querer ao meu gostar a este meu dom que me foi dado para o cumprir...
Continuo nunca me arrependendo do bem que possa fazer...
Mas tenho sido uma felizarda reconheço que sim...
Sou bem aceite, sou mito mimada....
E isso já me faz ser feliz e sorrir sempre...
beijocas amigo e conta sempre comigo

NB: Há já me ia esquecer...
o relogio está a descontar...
Brevemente passo pleo teu blog...
Se não tiver arrumadinho puxo-te as orelhas...
De Fisga a 13 de Janeiro de 2010 às 11:15
Olá amiga Alzira. Não estranhes o facto de seres assim mimada, pois bem certo é o ditado que diz: quem semeia ventos, colhe tempestades, e ainda o outro, que diz: cada pessoa, tem o que merece. E ainda um outro, que diz: cultiva o amor, Pelo teu próximo, e ele dará os seus frutos. Mais um: À terra, onde fores ter, faz como vires fazer. Olha minha amiga, tu estás a colher o que semeias. e eu não sou cão, que morda a mão de quem me trata bem. Antes pelo contrário, procuro saber agradecer. Quanto à passagem pelo blog. Olha amiga, vá-se lá saber porquê, se eu não fosse avisado que tinha mens , no meu spã ainda não era hoje que eu sabia que tinhas passado no meu blog. Mas eu prometo, que vou passar. Muitos parabéns pelo teu ( Embalada por ti) Está um doce, de guloseima. Um beijinho deste teu amigo do coração. Eduardo.

Comentar poste

Sou assim...

Julho 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
30
31

pesquisar

 

posts recentes

Um despejar...

Triste amanhecer

Quando cai a noite...

Mulher vulcão

"Melhor Presente"

Momento de reflexão

Momentos...

Folhas em branco

Coração bate forte

Imagem que não é a minha....

Uma brisa vinda de longe

Disfarçada em poeta...

Apenas palavras soltas, s...

Um desabafo solitario

Amor Maduro

Tu, eu e a noite

Quando a tristeza nos inv...

Esperanças sofridas

Saudades matam

...

mais comentados

Arquivos

Julho 2014

Abril 2014

Março 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Março 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

favorito

A perfeição...

As Contradições do Amor

Quem serei eu

Alzira Macedo-dueto-Sonho...

Teu Nome

Homem do Mar

Amanhecer

Somente Tu

Um pouco sobre mim ...