Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2010

hoje, apenas hoje...

 

 

 

Hoje


 Tirei um tempo para escrever
nada me ocorre…
Melancolia se apodera.
Sacudo…
Não a quero, nem sentir sequer
Porque motivo terei eu de ficar triste…
Se estás aí me esperando…
Numa curva, na próxima esquina
sorridente
balançando ao vento
abrilhantando meu caminhar
os sons da noite quero ouvir…
teus sons me chegam de longe
e tão perto…
Teu sorriso consigo imaginar
que estarás tu agora a pensar
de mim.
De ti…
do que me pode esperar
Sou filha da madrugada,
das tempestades
do vento
não tenho, dono
nem casa
sou volátil
sou versátil
agora penso
depois sorrio
e outro depois choro
nem sempre sou igual
nem sempre diferente
sou mar
sou brisa
sou sol
e sou alento
Vem…
abraça-me
eleva-me
faz-me sorrir
faz-me viver
como se não existisse amanha
como se hoje fosse o fim
das dores…
do silencio
continuo eu…
serei sempre eu…
implacável
na desordem dos sentimentos…
continuando serena nos acontecimentos
aqui estou, aqui espero
o decorrer da vida…

 

 

Alzira Macedo

 

 

 

 

sinto-me: comigo propria
musica: My luky day
publicado por Alzira Macedo às 21:53

link do post | favorito
De maripossa a 24 de Fevereiro de 2010 às 23:57
Alzira. Nem nós sabemos porque nos sentimos assim algumas vezes. Mas quando o sorriso maroto e o abraço que nos aconchega está esperando, adeus solidão e tristeza.
Beijinho Lisa
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Visitantes


jeux de casino internet

Sou assim...

Julho 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
30
31

pesquisar

 

posts recentes

Um despejar...

Triste amanhecer

Quando cai a noite...

Mulher vulcão

"Melhor Presente"

Momento de reflexão

Momentos...

Folhas em branco

Coração bate forte

Imagem que não é a minha....

Uma brisa vinda de longe

Disfarçada em poeta...

Apenas palavras soltas, s...

Um desabafo solitario

Amor Maduro

Tu, eu e a noite

Quando a tristeza nos inv...

Esperanças sofridas

Saudades matam

...

mais comentados

Arquivos

Julho 2014

Abril 2014

Março 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Março 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

favorito

A perfeição...

As Contradições do Amor

Quem serei eu

Alzira Macedo-dueto-Sonho...

Teu Nome

Homem do Mar

Amanhecer

Somente Tu

Um pouco sobre mim ...