Terça-feira, 1 de Outubro de 2013

Disfarçada em poeta...

 

 

 



Disfarçadamente escrevi


Folha em branco peguei….
Em folha branca li, ou imaginei
já não sei…
Escrevi sem tinta, sem linhas
ouso dizer que escrevi, sem saber o que dizer
o importante é que consigo descrever-te,
Com tinteiro transparente
és o desenho da minha mente
escreve poeta
escreve…
Deixa linhas em branco
mas nunca deixes de escrever
leva ao mundo o teu ser
ou o deles…
Nas asas do pensamento
empurrado pelo vento, sem perder norte
Desejando aos navegantes do sonho
boa sorte
na conquista
na partilha
no aprender
e no dizer
essencialmente no sentir
veia poética não é escrever
é fazer-te sonhar e nunca acordar
deixar o amor no ar
semente pura, para semear
recolher e desfrutar
deixando o tempo suficiente para amar




Alzira Macedo


publicado por Alzira Macedo às 00:46

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sábado, 28 de Setembro de 2013

Apenas palavras soltas, sonhando no sonho

 

 




Adeus

Forte dura e marcante esta palavra
Recordações, que fazem sofrer
atropelam-se como cascatas
Os momentos de tristeza,
Que nos fizeram parar no tempo e implorar
o sol para sorrir,
Nos momentos mais obscuros onde o dia parecia noite…
Relembrando a luz das velas ardentes
Que nos aqueceram, noites frias e as madrugadas de amor
que agora,
 Ficam esquecidas no tempo
percorro, os caminhos vivenciados
partilhados de solidão
tendo por companheiro o sorriso
Estampado no rosto,
Como um desenho feito
o olhar triste e brilhante como as estrelas
não demonstrando que o brilho eram lagrimas
São tantos momentos, aos quais quero dizer
Adeus…
Nascer num novo dia, 
Insistir em viver feliz
Sorrir para ti
para mim
para o mundo
És história com fim
dando inicio á minha liberdade
de pensar e expressar
o que pretendo viver
e o desejo de ser
Adeus
vida anterior
que me fizeste ser o que não era
sentir o que não sentia
Hoje.
 Grito…
O meu novo eu
libertando-me timidamente das amarras
dando a mão ao meu novo renascer

 

 

 

Alzira Macedo

28 de Agosto 2011

publicado por Alzira Macedo às 23:49

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sábado, 29 de Setembro de 2012

Esperanças sofridas

 

 

 

 

Quantos sonhos sofridos,
quantas vidas entristecidas
tenho como testemunha a esperança
de ver um dia nascer a alegria de viver
quantas belezas sonhamos sem as realizar desperdiçadas…  
porque é difícil encontrar,
 é vergonhoso as viver
somente nos sonhos,
porque ninguém as vê
desperdiçar os melhores momentos da vida
é ganhar a esperança sofrida
quantas noites de tristeza
onde se procura a felicidade
quantas palavras de amor que se quer ouvir e não existe quem as diga,
porque não sabe porque não quer
quantas palavras desmerecidas,
quantos desejos escondidos reflectem no nosso testemunhar
por não saber amar,
conseguimos censurar como somos tristes nos sonhos perdidos
consolamos uma alma sofrida
sem saber amar nossa própria vida
não posso ficar calada ao mundo sem perdão
Ao mundo com traição
nas palavras que vos digo, sei que tenho razão
não posso deixar de alertar vosso coração
libertem-se de preconceitos
viver o dia de hoje com sabedoria porque amanha …
já tarde seria.

 

 

 

 

 

Alzira Macedo
Publicado em recanto das letras em 05/09/2008 

 

sinto-me:
musica: http://xat.com/Radio_Geracoes
publicado por Alzira Macedo às 21:51

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sábado, 21 de Janeiro de 2012

Vagueio sozinha

 

 

 

 

 

Sozinha

perdida nos pensamentos
revirando as recordações que me faziam sorrir
E hoje na lembrança, me fazem chorar
Algo em mim mudou
a vontade de conquistar o mundo terminou
pela força que não tive
que não sinto
em voltar a ser quem fui
o tempo fez de mim 
Apenas um quadro
que talvez um dia recordes com um sorriso ou não
fui miragem
fui sonho
fui realidade
agora apenas sou um barco á deriva
de encontrar o meu mar 
Onde possa desaguar
onde possa navegar
onde possa ser eu
Simplesmente eu
sem represálias
sem culpas
somente ser aceite da forma que sou
será tão difícil
entender que ninguém muda ninguém
que simplesmente podemos aceitar
respeitar
a personalidade da cada um
perdida no meu sorriso
fui dando a imagem de quem não sou
sou ser humano
que sente
que chora
que grita
que sorri
E que por vezes me inclino
perante a vontade dos outros
deixando o meu eu para trás
Hoje é este sentimento que em mim mora
amanha quem sabe
outro sorriso nascerá

 

 

 

 

 

Alzira Macedo

 

 

 

 

 

 

sinto-me:
musica: Akon Juste a man
publicado por Alzira Macedo às 11:44

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Segunda-feira, 7 de Junho de 2010

Manipulação...

 

 

 

 

Dar ou ser dada

Os sentidos proferidos por palavras, são rostos existentes dentro de mim, mesmo dentro de ti…

Cada qual molda á sua perfeição…

Lábios que não beijamos, pelo medo de não serem reais

vozes que calamos, porque nem tudo se pode ouvir…
Tal como os sentimentos, somos cortinas manchadas pelo irreal…
Pela dor que apenas queremos que seja nossa e nunca dos outros, pelos sorrisos não existentes na alma,  somente no corpo…

O que se mostra dificilmente ou casualmente  se sente. Há temporais existentes dentro de nós que nos retira a visão de tudo quanto nos engloba…

De tudo quanto nos faz sorrir ou chorar, até porque o que nos foi ensinado é nunca baixar os braços, nunca demonstrar o quanto nos sentimos sós e impotentes…
Na vida tudo se rodeia em tabus…

Esses que a sociedade diz firmemente,  não ter e que se denota em cada palavra, em cada olhar, em cada sorriso mais tristonho…

Somos maquinas feitas pela educação e pela vontade de querer ser positivos aos olhos de quem nos rodeia…

Quanto tempo se irá conseguir ser quem não somos?…


Quanto tempo irá demorar dizer bem alto… (Não sou quem quero ser…)
(Não vivo como gostaria viver…)

Já ouvi varias vezes dizerem que a felicidade está dentro de nós e ninguém nos faz feliz…

Assumo o ter dito também…

Quanto mais penso, quanto mais tento me entender, quanto mais quero me conhecer…
Tenho a sensação de que algo está errado…

Ninguém nos dá a felicidade?
Ninguém consegue tirar a nossa forma de ser?
Ninguém tem o dom de fazer de nós o que bem querem?

Não... Ninguém tem esse direito…

Ninguém pode usufruir mais de nós do que nós próprios…
Então porque existe alguém que consegue manipular nossos sentimentos?
Porque conseguem infiltrar um mal estar?
Conseguem mexer com o nosso intimo?

Não é por falta de capacidades, ou de auto-estima…
Ou até de auto-confiança…

È pelo dom de darmos sem medidas…

No meu pensar... È porque nos entregamos de corpo e alma a alguém, que nos manipula.
Nossa sensibilidade é tanta, que não sentimos que alguém se apodera de nosso bem ser…
È nesse sentido que temos de trabalhar…

Dar…
Mas ter em conta em se preservar.

O dar demais é errado, cada pedaço nosso tem de ser conquistado, para nunca ser vulgar
e pegar e andar…
Sem olhar ao nosso mal estar...


Alzira Macedo
publicado por Alzira Macedo às 22:57

link do post | comentar | ver comentários (25) | favorito
Terça-feira, 6 de Abril de 2010

...






Janela da vida...


Debrucei-me na janela da vida,
Observei momentos vividos
Paro, reflicto…
O que vivi, o que deixei por viver
O que vivo…
O que ainda tenho para viver…
Rica de vivencias,
concordo…
Mas rica de desventuras
de desperdícios,
de vivencias enganosas…
Sempre com um sorriso
ou com uma lágrima
sou o espelho de mim…
Da verdade,
feita por mim própria
Analiso…
concordo com Pessoa,
quando diz que poeta é fingidor
Pela forma de fazer encantar,
sem o sentir…
Não é mera ilusão…
Mas sim, desabafo da alma,
do que pretende atingir
sem conseguir…
então sonha-se em palavras
em miragens…
Alguém se entende, se reconhece…
Vive,
sonha com essa magia
Quem escreve, vive o presente..
O momento…
Mas nunca uma realidade…
Vivemos num mundo de frieza,
de fingimentos…
Até no do próprio sonhar··
Só assim conseguimos nossa meta alcançar.
Essa de fazer sonhar


Alzira Macedo
publicado por Alzira Macedo às 11:46

link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
Segunda-feira, 1 de Fevereiro de 2010

Porque sou assim...

 

 

 

Porque nunca desisti…



Refugiei-me no silencio
para acalmar minha dor
encontrar respostas ao que me perturbou
aos acontecimentos
que se atropelaram em minha alma
fiquei ávida
desmotivada
triste
enraivecida
desprezei a vida
apenas quis escuridão
quis sofrer sozinha
sem nada dizer
para não martirizar
para não entristecer
porque me carimbaram
como forte
como guerreira
como confiante
como feliz e sorridente
Não quis que notassem
nas trevas que entrei
os dias e as noites que chorei
o desgosto que de mim se apoderou
e pouco do que era restou
refugiei-me
para me encontrar de novo
para voltar sorridente
forte como sempre
Hoje aqui estou
derramando uma lágrima
um sorriso
um aconchego
não depende somente de mim
o tempo que irei ficar
depende de vários factores
chamados VIDA
essa que pode ser bela
como triste
sinto-me num impasse
se voltei
ou se permanecerei
 perdida mais um tempo
neste desaguar de desencontros
ou nesta luta de conquista
porque não desisto
 nunca desisti
não desistirei , enquanto viverei

 

 

Alzira Macedo

 

 

 

 

sinto-me: Tentando não desistir
musica: Caravan
publicado por Alzira Macedo às 22:04

link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
Quinta-feira, 26 de Novembro de 2009

Noite de reflexão...

Envolvida no misterio da reflexão...
Daria a minha vida por uma noite...
Fosse ela completa de todo o meu desejo de todo o meu ser...
Daria toda minha vida...
Morreria feliz pela realização...



 

 

Quero Ser…


Companheira, das tuas alegrias…
amante dos teus sonhos
conselheira das tuas tristezas e duvidas
Motivo para teu sorriso
e a razão da tua saudade
nas noites traiçoeiras
onde os fantasmas do passado
vierem ao teu encontro
refugia-te em meu colo
sereno e acolhedor…
Quero ser musa inspiradora
da tua poesia
não escrita, não lida, mas vivida
do amor cupido
esculpindo cada fragmento do tempo
cada sorriso, cada olhar cada emoção
um desejo sem fim, sem consolação
a alma sufoca grita
quer se perder no vale dos teus braços
viver essa loucura
sem medida, sem tempo
sem demora
sabendo que vais embora
Não quero perder a poesia
que nasceu entre nós
Ela muda rimas
versos, tempos
mesmo os contratempos
com a partilha fica mais maduro
menos reclamador
aceita esse jogo do amor
sem domínio, nem possessão
porque aprimora o conhecimento
percorre a geografia do corpo
da mente a dimensão
enfeitiça de modo diferente
mãos tremulas
palavras entendidas, sentidas
expressão do amor
é o que descrevo na minha ideia poética
mas trago essa intenção
porque advêm do sentimento
da aceitação versos que tocam
de vidas plenas se fazem uma
na poesia do contra por
um bailar de paixão
dando oxigénio e força ao meu coração…

 

 

Alzira Macedo

 

 

 

sinto-me: oxigenada com força de vida
musica: quero ver o por de sol contigo (Rui Nova)
publicado por Alzira Macedo às 21:37

link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
Sábado, 24 de Outubro de 2009

Escrevendo na Noite....

 

 

 

Perder para Ganhar


Às vezes é preciso perder para dar VALOR.
É preciso chorar para aprender a AMAR.
É preciso confiar para se ENTREGAR,
ainda assim a grande verdade é que,
é preciso OUVIR, para nunca GRITAR.
Todos irão sofrer um dia, para saber,
o verdadeiro sentido da FELICIDADE!

Se sentires saudade: PROCURA.
Se sentir vontade: FAZ.
Se tiver obstáculos: LUTA.
                Se perder: NÃO TE ABATES.
Se gostas: VIVE!

"Muitas vezes deixamos de lutar
pelo que realmente queremos
pelo simples fato de não querer ouvir um NÃO...

o erro faz parte de todo o ser humano...
perdoar é preciso...
Correr atrás daquilo que realmente queremos é uma obrigação nossa!!!

Vive... ama... pensa... erra...
e depois do erro corre atrás e refaz o  acerto
nada é para a vida toda!!! SÓ DEUS!!!

Ele está sempre do teu lado, na vitória ou na derrota.
Sempre procuramos Deus na Hora da dor.

Experimenta procurá-lo na hora da alegria,
sente a presença dele naquela hora que achas, que não precisas.

 Sentirás ainda mais, a presença dele na tua vida.
Assim como eu o procuro neste momento…
Meu Deus porque me abandonas-te
Serei eu que estou esquecida de ti…
Que vivo numa mera ilusão
e nada mais me dá gozo e satisfação…


 

sinto-me: perdida no mundo...
musica: Coisas da vida (Mariza)
publicado por Alzira Macedo às 13:54

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Sexta-feira, 30 de Maio de 2008

Almas gemeas

 

Tentei explicar a mim propria o que seria almas gemeas...

No entanto perdi-me na minha própria explicação, “almas gémeas” é lindo ao ler até mesmo no sentir, mas complicado explicar…
estou como já alguém dizia “Ou sente-se ou não se sente”
O ser humano percorre uma vida em busca da sua alma gémea.

 

Antes de virem para este planeta, os aspectos femininos e masculinos da alma eram unidos. Quando vieram para este mundo, e não vieram necessariamente ao mesmo tempo, o masculino e o feminino se separaram, criando assim o conceito de almas gêmeas, que são almas que se complementam totalmente.

O casamento entre almas gêmeas é muito raro, e podemos dizer que atualmente, 90% dos casamentos são processos de correção. Antes de se reunir a sua alma gêmea, é necessário que cada pessoa encontre o seu caminho espiritual, seja ele qual for, e trabalhe para o seu crescimento individual. Só então é que terá o mérito de encontrar sua alma gêmea, para reunir-se a ela e continuarem juntos o seu trabalho espiritual. Por esse motivo são necessários os casamentos entre pessoas que não são almas gêmeas, e são muitos os aspectos pelos quais os parceiros podem ser necessários um ao outro, até que chegue o momento apropriado para a reunião com a alma gêmea. Podemos até ter um bom casamento, termos bons filhos, sermos felizes nesse relacionamento, sem significar que este seja o encontro com nossa alma gêmea. Pode se passar muitas vidas sem que se encontre a alma gêmea, até que o homem e a mulher alcancem o nível de consciência espiritual para se reconhecerem, e no momento propício, o encontro acontecerá.

Em geral, almas gêmeas são pessoas bastante diferentes, com criação e educação distintas, e dificilmente são pessoas que se conhecem desde pequenas. Normalmente, são pessoas que viveram por tempos distantes uma da outra, ou até próximas, mas sem se conhecerem até o momento do encontro. Geralmente são aqueles relacionamentos que parecem impossíveis de dar certo, e muitas vezes o casal enfrenta muitas dificuldades para poderem ficar juntos. Mas apesar das diferenças, gostos e necessidades individuais, existem grandes semelhanças e afinidades em termos de ideologias e objetivos de vida. Há entre eles uma habilidade quase telepática, o que é a pista mais evidente de que se trata de almas gêmeas.

Encontraste a tua alma gemea?
Acreditas nas almas gemeas?
então partilha tua opiniao... Mas antes disso deixo aqui um lindo poema que me foi enviado e escrito por alguem que acredita nas almas gemeas.
A minha onde está ela agora? pensará em mim?...


 

Leiticia thompson

 

ALMAS GÊMEAS

Você e eu

Somos complemento um do outro.

Eu sem você

Sou nada,

Sou sombra

Na fraca luz da madrugada.

Você e eu

Somos cúmplices,

Almas gêmeas,

Metades separadas

Tentando desesperadamente

Se encontrar.

Você e eu

Somos parte um do outro...

Você sem mim

É metade de alguém,

De uma maçã,

Eu sem você,

Sou metade de ninguém,

Uma pétala de uma flor.

Um sem o outro,

Somos metade de amor.

Nós dois juntos

Somos a vida,

Alegria reunida,

Somos o sol da manhã,

A calma da tarde,

O romantismo do anoitecer.

Nósjuntinhos,

Somos fogo ardento,

Somos pura emoção,

Somos uma louca paixão...

 

sinto-me: viajante nos sonhos
musica: cadê você...
publicado por Alzira Macedo às 19:41

link do post | comentar | ver comentários (22) | favorito

Visitantes


jeux de casino internet

Sou assim...

Julho 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
30
31

pesquisar

 

posts recentes

Disfarçada em poeta...

Apenas palavras soltas, s...

Esperanças sofridas

Vagueio sozinha

Manipulação...

...

Porque sou assim...

Noite de reflexão...

Escrevendo na Noite....

Almas gemeas

Reflectir...

Frases ditas...

mais comentados

Arquivos

Julho 2014

Abril 2014

Março 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Março 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

favorito

A perfeição...

As Contradições do Amor

Quem serei eu

Alzira Macedo-dueto-Sonho...

Teu Nome

Homem do Mar

Amanhecer

Somente Tu

Um pouco sobre mim ...