Quinta-feira, 5 de Fevereiro de 2009

Um pouco de loucura

 

 

 

LOUCURA!!!

Sonhando, fiz-me amar loucamente,

Chegando a pensar que seria eternamente.

Sonhando!!!

Tantos aviões peguei, até de barco andei.

Visitei países de sonho,

Sempre com vontade de tudo conhecer!!!

O sonhar faz parte do meu viver.

O sonho nos leva bem longe, porque não deixar?

Se na realidade, nunca chegaras a lá viajar.

Conhecer gente, sítios e até desejos!!!

Sem nunca ninguém nada te reclamar.

Sonhar é a beleza da nossa vida,

O jardim secreto de cada ser.

Sonhar, viajar, viver e conhecer!!!

Será minha meta até morrer.

 

 

Alzira Macedo

 

sinto-me: Louca ahahaha
musica: Só nós dois é que sabemos
publicado por Alzira Macedo às 10:36

link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
Segunda-feira, 3 de Março de 2008

Nao entendo & Entenda-me...

 

Quantas vezes as pessoas nao se entendem na nossa sociedade...
Outros passam a maior parte do tempo a fazer com que se entenda...
Hoje trago um dueto em Poesia do meu amigo e poeta "Sincero"
Acreditem que depois de o lerem,  nao vao precisar de mais palavras para entenderem...
Eu pessoalmente achei lindissimo e quiz partilhar com vosco...
Vou-me deixar de palavras e dar lugar ao maravilhoso "Momento poetico"


Não entendo...

Por: sincero... o Único

 

Tu foste... levaste contigo a destruição
Dos segundos... minutos... horas e anos
Quebraste... o elo do grande vulcão
De um amor... verdadeiro sem enganos.

Foi bom... uma nova vida vem brotando
Difícil... no torrão duro... a semente luta
Com força e dor... a tampa levantando
A ver a luz... de outros em labuta.

Quer encontrar... mas... mais difícil fica
O quebradiço... coração muito magoado
Bate... esgrima... grita... e temporifica
Espera... esperneia... nunca tombado.

Pela tempestade... de malignos anseios
De tua dor... e saudade muito contida
De desejos... de ser amada... e nos meios
Duas letrinhas não ditas tuas... minha vida.

Ouço teu clamor... calo-me ante o sofrimento
Lá não estão meus braços... também não vi
Altos brados 23 horas... fone toca... o movimento
Ninguém sincero a falar no ouvido... minha mi.


Entenda-me
Por: Sharme

A tempestade cai, e o vento sopra irado
Levando as folhas, açoitando as flores
Encrespando e elevando as águas do mar...
Trovões rasgam o céu com seus tremores.

Onde um vulcão em chamas se agita, e grita
Vomitando lavas á terra árida; imprudente
Soterrando sonhos, deixando o amor ausente
Aniquilando o germinar de uma semente...

Que grita, agoniza, ferindo-se até a morte
Não há mãos que a cultive e a conforte
E que alivie um coração cheio de mágoas
Despedaçado a mercè do vento norte.

Não quero ouvir, não quero ver, melhor calar
Não vou chorar, não vou sofrer, é crueldade
Devo afastar-me desta louca tempestade
No fim do túnel há de haver uma claridade...

Onde estará a minha luz, a minha estrela
No horizonte de um céu azul sem fim
Não importa a hora, seja noite ou seja dia
Quero acordar, rever o mar e o meu jardim.





Queria comentar este belo dueto, mas deixo isso ao vosso critério
sonhem alegrem-se e o mais importante
ENTENDAM-SE

 

publicado por Alzira Macedo às 22:04

link do post | comentar | favorito

Sou assim...

Julho 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
30
31

pesquisar

 

posts recentes

Um pouco de loucura

Nao entendo & Entenda-m...

mais comentados

Arquivos

Julho 2014

Abril 2014

Março 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Março 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

favorito

A perfeição...

As Contradições do Amor

Quem serei eu

Alzira Macedo-dueto-Sonho...

Teu Nome

Homem do Mar

Amanhecer

Somente Tu

Um pouco sobre mim ...