Sábado, 26 de Julho de 2014

Triste amanhecer

 

 

Tristeza não tem fim


Felicidade sim
derramando rios de lagrimas
Na lembrança desse felicidade que o vento levou
tudo me parece que nem a ilusão do carnaval
começou e na altura de desfrutar
terminou
deixando este sabor margo
cada minuto que passa, muitas são as imagens
que faz reviver o que era
e o que jamais será
o som das palavras magicas sem nota falsa
se fazem ouvir de novo
procurando a mínima falha, para poder perceber
porquê…
Cada dia que termina, a busca contínua
no íntimo de cada recordar
o sonho aparece em cada madrugada
querendo dar continuidade á felicidade
amantes que eramos sem fim nem morte
nascemos e vivemos tantas vezes,
Enquanto acreditamos no amor
dizíamos eternos como a natureza
tentas-te controlar meu coração, minhas palavras
meus atos, até mesmo meu pensar
levemente nossa história começou a vacilar
se amar fosse fácil estaria abraçada ati
jamais ao nascer do dia a escrever
a saudade de ti
a duvida foi a ferramenta fundamental deste desfecho
o medo aprisionou todo o bem-querer
a facilidade fez retrair todos os sonhos e promessas
quase virando á falsidade do teu amar
palavras que fizeram acreditar, viver, sonhar
hoje, volatilizaram…
Deixando a falta de compreensão
e a sádica tristeza no coração
Alzira Macedo
26/07/2014

http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
sinto-me:
musica: Não desistas de mim " Pedro Abrunhosa "
publicado por Alzira Macedo às 06:38

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 21 de Abril de 2014

Quando cai a noite...



Quando cai a noite

Encosto-me á lua nessa vasta imensidão
o grito do silêncio é meu
Lua que me embala nos seus braços
deixo a mascara do dia seguir seu rumo
ao vazio da escuridão
sem sorriso, sem lagrimas, sem olhar
nem mesmo um pensar
ou apenas um...
Acendo a vela da imaginação
Deixando-me levar aos recantos encantados da alma
encontro-me só
depois de um longo caminhar
os passos soam tristes na calçada
arrasto-me pela noite dentro como de uma floresta fosse
o cheiro das flores invisíveis, invade minhas narinas
ergo o olhar, uma estrela me sorri,
com uma luz que mal me guia
tento encontrar outra luz, não consigo...
Perdida na noite tento encontrar-me
em que caminhos me meti, não encontro saída
um autêntico labirinto
O que sou, onde estou, para onde vou
ai noite, noite que fazes errar qualquer caminhante
amo a noite pelo seu sombrio,
Poder ser quem sou, desnudada dos caprichos do mundo
sem fingir, sem etiquetas suspiro
sina ou escolha minha
é a magia da poesia
essa que teima abandonar-me
pelo tempo, que passo sem ela
agarro-me às notas de musica inventadas por mim
um ritmo melodioso, lento como o pensar desta minha noite
termino essa viagem com frio na alma
um arrepio percorre meu corpo
a solidão apresentou-se como minha companheira
impossível fingir um sentimento tão forte e sentido
enquanto não atravessar esse deserto
jamais conseguirei sair da noite


                                                                                                   Poema de Alzira Macedo




http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
publicado por Alzira Macedo às 23:51

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 16 de Julho de 2013

Um desabafo solitario



Domínio


Todas as direcções ou rumos que se toma
existe pressão
Angustia
aperto no coração
multidões vindo do nada
conseguem baralhar todo caminhar
é…
Porque erraste
porque vais rápido demais
porque demoraste
porque não paraste para pensar
porque
porque
porque
e mais
porque…
Amarras, te fazem sentir
fazem,  de ti duvidar
fazem-te vacilar
o tempo passa
um dia …
paras
olhas
e nada vez
solitário
caminhas á busca do teu ser
sem nada entender
deixas  de existir
somente porque alguém
conseguiu dominar
teus passos
tuas vontades
teus sorrisos
mesmo tuas lagrimas
esse alguém que veio do nada
e nada é
apenas
um igual a ti
que tanto quer
e nada consegue
deixando-se acorrentar
por valores desperdiçados
os de outrem
e não os
que sente
os que tanto deseja
os que tem…

 

Alzira Macedo

 

http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
publicado por Alzira Macedo às 14:47

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 13 de Março de 2013

Amor Maduro


O amor é silencioso,
calmo e seguro de si.
As verdadeiras carícias estão no olhar,
nos pensamentos nas palavras,
pois são elas que alimentam as nossas vidas.
O verdadeiro amor sabe respeitar o coração amado,
mesmo que chore com a distância e uma possível separação,
mesmo quando os corpos nunca estiveram juntos,
é um amor que traz paz a tanta dor causada pela distância....
É o amor que encurta a distância.
é um amor que quer e fica..
Assim o sintam...
Assim o queiram...


Alzira Macedo

http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
musica: Te amo / Karla Bruna
publicado por Alzira Macedo às 00:59

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 12 de Março de 2013

Tu, eu e a noite


 O segredo da noite

Sussurro á lua
 com minha alma seminua
despejada de todas as preocupações
Só tu
só eu
só nós existe
Abro os olhos e neste instante não sou nada
somente corpo adormecido
alma viajante
almejando a semente do teu amor
das noites magicas sem pudor
Tuas mãos fortes fazem-me estremecer
quando por meu corpo passam
Não deixando rasto de segredo
desse nosso querer
Sussurro á lua
o nosso amar
Desvendei,  ao mais intimo
sem pudor
a nossa entrega
e o ficarmos um,
 enquanto a noite chegava ao seu fim
o amanhecer fazia-se sem música,
sem versos
apenas o ritmo do nosso coração
acelerado pela êxtase da entrega total
como se não ouve-se  amanha
Sussurrei á Lua
o brilho do nosso olhar
entrelaçado imaginando os nossos corpos
unidos pela força do nosso querer
o beijo que fez por breves instantes
O sol nascer em mim
ao acordar
sorri por breves segundos
Por alguns instantes dispo-me do sofrimento.
Sussurrei á lua
Longe de ti
com a tua recordação
Eu fui feliz.




                                                                                                                                     
                                                                                                                                      Alzira Macedo

http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
musica: Gracias por existir "Axel"
publicado por Alzira Macedo às 16:18

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 5 de Fevereiro de 2010

Vivendo um sonho, para atingir a realidade...

 

 

 

Vivo por ti


Pensando em ti
somente em ti
 sem saber se me consegues seguir
se consegues, me amar de verdade
se sabes o que sou
como me sinto
como me revelo
perdida no tempo, ou nas curvas da vida
passeio sem saber onde parar
onde sorrir e onde chorar
vivo pela vida
pelo amor que me acalenta
que me sufoca
que quer ser vivido e partilhado
sinto vontade de gritar
Amor não te esqueças de mim
quantos passos dou sem saída
quantas palavras ficam sem serem ditas
quantos momentos reprimidos
quantas saudades
vivo por ti
pelo amanha
neste sonho que me acompanha
que de mim por vezes foge
quando te sinto distante
a força própria da vida
que nos separa
e que nos faz reencontrar
num embalar de emoções
quanto para dizer,
para sentir
para partilhar
num amanhecer de uma noite de amor
num mar de pétalas de rosas, por nós desfolhadas
deixando cair
em cada pétala uma promessa
de querer mais
de ti amor
de teus sorrisos, gemidos
de calafrios pelo acontecimento
e no êxtase
 podermos rebolar nos lençóis que nos desnudem
olhando o olhar de cada um
repletos de felicidade
nesta noite de mil maravilhas

 

 

 

 

Alzira Macedo

 

 

 

 

http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
sinto-me: vivendo por ti
musica: Cosa sei...
publicado por Alzira Macedo às 21:51

link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
Sábado, 31 de Outubro de 2009

Noite das bruxas...

 

 

 

Noite de halloween … Noite das bruxas

Esta noite sou lenda,
envolta de mistério e de magia
Sou criação de amor
tornando-me nostalgia

liberto-me esta noite
onde todos podem se soltar
de bruxas, ás crianças
de casa em casa a assustar

ficarei lenda
pelo desejo contido
que nunca poderei revelar
assim ficarei para a eternidade
 contigo a segredar

Sendo lenda, posso contigo brincar
dizendo ter desejo de te amar
partilhando essa emoção
mo caminhar da nossa ilusão

sou lenda livre
de correr e de dizer
porque noite das bruxas
é momento de te querer
sem nada ter que dizer

Na memoria do vento
consegui sobrevoar
porque lendas correm livres
não tendo que pedir para  amar

Então sendo lenda
posso cavalgar pelos sonhos
velejar pelos mares da saudade
e amar-te pela eternidade

 

Solta no pensamento,·
viajei sozinha no tempo
e logo se alojou o descontentamento
em não te ter,a meu lado
apenas foste,
 o meu melhor pensamento

 

 

 

Alzira Macedo

http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
sinto-me: Bruxinha...
musica: grgrgrgr nem queiram saber
publicado por Alzira Macedo às 22:18

link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
Sábado, 6 de Setembro de 2008

Noite magica.

 

 

Visita inesperada

 

 

Basta olharmos à nossa volta, e ver com olhos de ver...
Aprendemos qualquer coisa nova todos os dias, cada segundo que passa nos mostra um pouco mais de nós e das pessoas que nos rodeiam...

Num fim de tarde já estava em casa depois do emprego e sem grandes ideias do que iria fazer nessa noite….

recebo uma mensagem me perguntando o que iria fazer nessa noite!!!
sem grande convicção respondi que iria ficar por casa talvez respondendo a alguns e-mails que estavam em atraso porque me tinha dado a preguicite aguda…
E me lembrei de perguntar o porquê dessa pergunta…
logo de seguida recebo resposta dizendo!!!
que gostaria de me convidar para tomar um café…

Não pode evitar de sorrir, pois era impossível a pessoa em questão vive bem longe de mim.
Mas respondi serenamente porque é uma pessoa que prezo muito pela humildade, simpatia, e amizade…
Onde estás amiga?

A resposta não tardou nada… “Estou na tua terra”
fiquei estupefacta, sem reacção me dizendo para comigo é impossível…
tentei responder mas demorava tempo demais optei por ligar…
Quando ela atendeu já sorria e confirmou estar mesmo em minha terra…
fiquei feliz, animada e marcamos logo encontro para tomar-mos café juntas nessa noite…

Acreditem que estava nervosa como se fosse ter um “date” ( encontro amoroso ahahahahha)
chegou a hora e lá fui eu ao encontro da minha amiga que estava a jantar no “Farol” Povoa de Varzim.
Nosso primeiro encontro pois nunca nos tínhamos visto, apenas conversado ao telefone e pelos comentários trocados nos nossos respectivos blogs.
O nosso abraço foi instintivo e verdadeiro, o nosso á vontade era sincero que naquele momento ninguém se deu conta de que nos estávamos a ver pela primeira vez.

Nos dirigimos  para um bar muito simpático á margem do mar, depois de ter feito o conhecimento do marido que a acompanhava que por sinal é muito simpático.
ficamos na conversa entre musica e bebida o tempo não consigo definir pois não existiu a necessidade de olhar para o relógio…
Como era a primeira vez que vinham á Povoa de Varzim, eu quis lhes mostrar um pouco da  nossa beleza e saber receber.

Pegamos no carro e percorremos toda a marginal que nos levou até á Vila do conde ia explicando e mostrando lugares lindos e encantadores… ( Alguns dos meus preferidos)
penso que irão ainda poder ler no blog dela o que pensa do que viu…
fomos até ao mosteiro de santa Clara na Vila do Conde do miradouro conseguimos ver a cidade iluminada. Fantástico este sentimento de grandeza e paz por poder observar tanta beleza e em boa companhia…
A noite já estava bem adiantada e eu tinha de trabalhar ao outro dia, mas não conseguia deixar de querer mais e mais estar com eles.
Então disse, vou fazer uma loucura e ainda os levei ao Monte de S. Felix em Laúndos aonde eu vivo.
as nossas conversas eram mais do que tantas os risos e boa disposição uma constantante e nos dirigimos ao monte….
Para mim foi momento único poder partilhar onde vivo e para onde me dirijo quando preciso reflectir e estar em retiro espiritual como chamo….
foi lindo demais essa noite, meus amigos me acompanharam até casa…
a despedida foi custosa sabíamos que tínhamos de dizer xau mas inventávamos conversas para que tal não acontece-se…
até chegar mesmo o momento de nos separarmos, prometendo voltar a encontrar-mos e ficar em contacto (eu digo agora mais do que nunca)
O que faz eu escrever este poste é precisamente para dizer que a amizade quando é verdadeira é linda como se pode ler…
Foi uma amizade feita na internet e está para durar.

com este meu poste também quero agradecer virtualmente a ti amiga VIRGINIANA por tua vizita inesperada, mas que fica na memoria das noites magicas…
Fui agradavelmente surpreendida com tua visita e brindada com tua amizade.
Adorei-te conhecer amiga….

Espero que tivessem gostado desta historia de amizade…
Desejo de muitas amizades para todos vós e não se esqueçam de as salvaguardar.
porque quem tem um amigo tem um tesouro…

Beijos aos dois pela noite magica e até breve…

 

Vila do Conde 0061 Vila do Conde

 

 

 

http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
sinto-me: Feliz
publicado por Alzira Macedo às 08:55

link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito

Sou assim...

Nas asas da imaginação, sentimo-nos que nem borboletas. Voláteis, frágeis e livres Image Host

Julho 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
30
31

pesquisar

 

posts recentes

Triste amanhecer

Quando cai a noite...

Um desabafo solitario

Amor Maduro

Tu, eu e a noite

Vivendo um sonho, para at...

Noite das bruxas...

Noite magica.

Momento de reflexão

< <

Myspace Photo Cube

Apareça o sol! - Recados e Imagens para orkut, facebook, tumblr e hi5

mais comentados

Arquivos

Julho 2014

Abril 2014

Março 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Março 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

favorito

A perfeição...

As Contradições do Amor

Quem serei eu

Alzira Macedo-dueto-Sonho...

Teu Nome

Homem do Mar

Amanhecer

Somente Tu

Um pouco sobre mim ...