Quarta-feira, 9 de Dezembro de 2009

Quem se perdeu...

 

 


Porque partiste…


deixando um vazio, em mim
um atropelamento de sentimentos sem fim
um vai e vem no meu peito
que arde e dói
pela lembrança
ou será pela esperança
não consigo esquecer teu rosto
teu corpo
sacudo a cabeça para parar
para novo rumo encontrar
Mas…
Continuas presente
 olhando para mim sorridente
na ausência de te ver
consigo contigo sonhar
 te recordar
quanto tempo ainda
antes que a neblina comece a ficar mais espessa
que deixe de te ver de te recordar
não quero esse pensamento
sou prisioneira no teu querer
no teu entender
jogas o jogo da sedução
levando a meta da ilusão
não sei se vens, se vais
Se permaneces ou se sais..
Deixas a fragrância do teu perfume
do teu olhar, desse teu beijar
e o desejo em mim despertar
fostes
Deixando-me a recordação
essa que dói e corrói meu coração
não são palavras fúteis e vazias
nem mesmo frias…
È um grito de saudosismo
do que foi e do que é

 

 

 

                                                                                   Alzira Macedo

 

 

sinto-me: Não digo...
musica: a que mais me faz lembrar de ti...
publicado por Alzira Macedo às 12:06

link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
Terça-feira, 17 de Novembro de 2009

ESGOTADA

 

Como a essência do perfume, que vai suavemente á deriva no vento.
Sinto-me volátil, pelo mar, pelo espaço nunca navegado…

 

 

 

Quanta paz eu teria, se fosse feita de material
Mas não sou…
Que agradável seria, se fosse essência de perfume
Mas não sou…
Quanto calor daria, se fosse sol
Mas não sou…
Que belo luar faria, se fosse lua
mas não sou…
Serena e cristalina, se fosse rio
mas não sou…
Belo e forte, se fosse o "Amor"
mas não sou…
Simpatica e alegre, se fosse a "Amizade"
mas não sou…
E poderia continuar por muito mais dizendo, o que poderia ser e não sou…
Porque o que sou!!! Está á vista…
Sou ser humano com defeitos e qualidades…
Dou sem medida, sem exigir, entrego-me de pés e cabeça sem olhar para trás... Em todos os aspectos…
Dou carinho, afecto, amor, sinceridade, amizade, confiança...
O que me resta?..
Dor…
Pela incompreensão, pelo egoísmo.
Penso que são as palavras mais justas e certas para defenir o meu sentimento de hoje..
Há dias que nos sentimos como se já partimos e voltamos sonâmbulas,
que estamos em transe, num filme que não é nosso.
Sentimo-nos paradas no tempo que já não nos pertence…
Ou será que o mundo cresceu e eu não dei por ela…
Quero ter voz activa, mas o som recusa-se a sair.
Já não sei o que é o certo ou o errado…
O que posso ou não, o que quero, posso e devo fazer…
Parei completamente…
Parei e não quero mais andar...
sofrer mais?
Não obrigados, sem mim…
Prefiro ficar aqui, sozinha parada ente o real e o irreal sem mais nada…

 

 

Alzira Macedo

 

sinto-me:
musica: No silencio da minha alma
publicado por Alzira Macedo às 10:27

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Visitantes


jeux de casino internet

Sou assim...

Julho 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
30
31

pesquisar

 

posts recentes

Quem se perdeu...

ESGOTADA

mais comentados

comentarios

Arquivos

Julho 2014

Abril 2014

Março 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Março 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

favorito

A perfeição...

As Contradições do Amor

Quem serei eu

Alzira Macedo-dueto-Sonho...

Teu Nome

Homem do Mar

Amanhecer

Somente Tu

Um pouco sobre mim ...