Terça-feira, 16 de Julho de 2013

Um desabafo solitario



Domínio


Todas as direcções ou rumos que se toma
existe pressão
Angustia
aperto no coração
multidões vindo do nada
conseguem baralhar todo caminhar
é…
Porque erraste
porque vais rápido demais
porque demoraste
porque não paraste para pensar
porque
porque
porque
e mais
porque…
Amarras, te fazem sentir
fazem,  de ti duvidar
fazem-te vacilar
o tempo passa
um dia …
paras
olhas
e nada vez
solitário
caminhas á busca do teu ser
sem nada entender
deixas  de existir
somente porque alguém
conseguiu dominar
teus passos
tuas vontades
teus sorrisos
mesmo tuas lagrimas
esse alguém que veio do nada
e nada é
apenas
um igual a ti
que tanto quer
e nada consegue
deixando-se acorrentar
por valores desperdiçados
os de outrem
e não os
que sente
os que tanto deseja
os que tem…

 

Alzira Macedo

 

http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
publicado por Alzira Macedo às 14:47

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 31 de Janeiro de 2011

Janela do pensamento


 

Inabitado.

 

Jardins inabitados são os pensamentos!!!

Pertencem palavras e imagens presentes.

Ausento-me por segundos do meu jardim!!!

E contemplo a lua que sorri para min.

Pedaços de felicidade me fazem sorrir!!!

Até os sons da noite consigo ouvir,

Jardins anteriores que recuam,

deixando lugar às ideias que flutuam.

Sensação de bem-estar,

como deste jardim não gostar!!!

Cada sombra é um poema.

Cada momento
è vivido como o brilho de uma estrela.

Trago a magia no pensamento!!!

Que vivo e partilho a cada momento.

Se pareço ausente, não creias!!!

Vivo no meu jardim,
fora das vidas alheias.

Dá valor ao meu silêncio,
não te deixes por ele perturbar.

São momentos de felicidade
que irei contigo partilhar!!!

Esta noite
eu quero ser um jardim de sencações,

Para poder escrever
e alegrar vossos corações.

Não é verdade que existe solidão,

É apenas uma palavra enganosa,

para não deixar falar o coração.

Todos nós temos um jardim a florescer!!!

Apenas necessitas nele acreditar
e não o deixar morrer.

 

Alzira Macedo

 

 

 

http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
publicado por Alzira Macedo às 16:28

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sábado, 31 de Outubro de 2009

Noite das bruxas...

 

 

 

Noite de halloween … Noite das bruxas

Esta noite sou lenda,
envolta de mistério e de magia
Sou criação de amor
tornando-me nostalgia

liberto-me esta noite
onde todos podem se soltar
de bruxas, ás crianças
de casa em casa a assustar

ficarei lenda
pelo desejo contido
que nunca poderei revelar
assim ficarei para a eternidade
 contigo a segredar

Sendo lenda, posso contigo brincar
dizendo ter desejo de te amar
partilhando essa emoção
mo caminhar da nossa ilusão

sou lenda livre
de correr e de dizer
porque noite das bruxas
é momento de te querer
sem nada ter que dizer

Na memoria do vento
consegui sobrevoar
porque lendas correm livres
não tendo que pedir para  amar

Então sendo lenda
posso cavalgar pelos sonhos
velejar pelos mares da saudade
e amar-te pela eternidade

 

Solta no pensamento,·
viajei sozinha no tempo
e logo se alojou o descontentamento
em não te ter,a meu lado
apenas foste,
 o meu melhor pensamento

 

 

 

Alzira Macedo

http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
sinto-me: Bruxinha...
musica: grgrgrgr nem queiram saber
publicado por Alzira Macedo às 22:18

link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
Quinta-feira, 17 de Setembro de 2009

Quem ÈS

 


Foto tirada por (Alzira Macedo)

 

QUEM ÉS?

Para a vista és lindo!!!

És enorme até ao infinito.

És atraente todos te querem visitar!!!

Com o teu cantar me fazes sonhar.

Adoro te admirar.

Tuas ondas vão e vem, tua raiva branca bate,

Contra os rochedos que te resistem sem bacilar.

Sim é de ti que falo querido mar.

Tu és potente…

Seja quem for… tem de te respeitar!!!

Mesmo quem a vida em ti tem de ganhar.

Como podes ser tão cruel com quem te ama?

E ao mesmo tempo tão dócil,

 Que gosto de estar contigo, para pensar.

Longe de ti me custa viver!!!

Me falta a tua forca, até o teu cheiro

É por isso e mais que detesto o estrangeiro.

 

 

 

Autor (Alzira Macedo)

 

 

http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
sinto-me: como o mar
musica: quero ver o por do sol contigo
publicado por Alzira Macedo às 10:37

link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
Segunda-feira, 26 de Janeiro de 2009

Coincidência ou influência...

 

 

Recebi um poema de um amigo blogista, que por mera coincidência dei comigo a responder…
Ou seria por influência das suas palavras?
Obrigado sonho solitário pelo poema…

 


<<<Influência>>>



Assim chamo a este meu poema
Será tudo parte desta Influência da vida
Porque estarei aqui, será tudo por influência
Será por caridade, será por respeito desta
Amizade virtual,


Porque será esta influência
De um favor
Ou será de uma dor
Deve ser por eu ser marinheiro
E navegar por mundo inteiro
Será por nós estarmos no país das influências?

Dos doutores, Cavalheiros e Madames?
Que vimos um só lado
Porque será julgar!
Será que sabemos o conteúdo de um livro
Antes de o ler, ou conhecer?

Qual será a influência
Desejar um país das sete maravilhas
Mas se nesse pais não se pode lá viver
Ou conviver ou responder,
Qual será a influência!

Será por favor de vossa excelência
Ou será por experiencia,
Talvez mera coincidência,
Seremos aquele país das influências.



Só espero que este meu poema não tenha influência.

 

Sonho solitário

 

 

 

 

 

 

Resposta ao teu poema

 Influência ou coincidência

 

No ponto da partida,
ninguém sabe o que nos espera
influenciados pelos ventos, pelas marés
do querer cada vez mais
poisamos no cais

 Por favor ou não,
em qualquer parte do mundo
palpita o coração
sejas marinheiro, ou apenas escritor
não é por influência que desabafas tua dor

De todos os doutorados
ainda nenhum me convenceu
pois o conteúdo do livro da vida
apenas eu o sei reconhecer
por nele viver

O pais das sete maravilhas
existe apenas nos sonhos
Ou na imaginação
não existe influencia
de se construir uma bela nação

por experiencia
alguém um dia pronunciou
 “ não existem coincidências”
Vivemos no mundo das influencias


                                                                         Alzira Macedo

 

http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
sinto-me: influenciada
musica: Tu m´as promis
publicado por Alzira Macedo às 10:12

link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito

Sou assim...

Nas asas da imaginação, sentimo-nos que nem borboletas. Voláteis, frágeis e livres Image Host

Julho 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
30
31

pesquisar

 

posts recentes

Um desabafo solitario

Janela do pensamento

Noite das bruxas...

Quem ÈS

Coincidência ou influênci...

Momento de reflexão

< <

Myspace Photo Cube

Apareça o sol! - Recados e Imagens para orkut, facebook, tumblr e hi5

mais comentados

Arquivos

Julho 2014

Abril 2014

Março 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Março 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

favorito

A perfeição...

As Contradições do Amor

Quem serei eu

Alzira Macedo-dueto-Sonho...

Teu Nome

Homem do Mar

Amanhecer

Somente Tu

Um pouco sobre mim ...