Sábado, 21 de Janeiro de 2012

Vagueio sozinha

 

 

 

 

 

Sozinha

perdida nos pensamentos
revirando as recordações que me faziam sorrir
E hoje na lembrança, me fazem chorar
Algo em mim mudou
a vontade de conquistar o mundo terminou
pela força que não tive
que não sinto
em voltar a ser quem fui
o tempo fez de mim 
Apenas um quadro
que talvez um dia recordes com um sorriso ou não
fui miragem
fui sonho
fui realidade
agora apenas sou um barco á deriva
de encontrar o meu mar 
Onde possa desaguar
onde possa navegar
onde possa ser eu
Simplesmente eu
sem represálias
sem culpas
somente ser aceite da forma que sou
será tão difícil
entender que ninguém muda ninguém
que simplesmente podemos aceitar
respeitar
a personalidade da cada um
perdida no meu sorriso
fui dando a imagem de quem não sou
sou ser humano
que sente
que chora
que grita
que sorri
E que por vezes me inclino
perante a vontade dos outros
deixando o meu eu para trás
Hoje é este sentimento que em mim mora
amanha quem sabe
outro sorriso nascerá

 

 

 

 

 

Alzira Macedo

 

 

 

 

 

 

sinto-me:
musica: Akon Juste a man
publicado por Alzira Macedo às 11:44

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Terça-feira, 9 de Fevereiro de 2010

Segue-me

 

 

Pediste-me para escrever

Ao som da melodia que ecoa suavemente
me encontro só…
 contigo e com o universo
palavras roucas de prazer, invadem minha alma
meu mundo
como te quero
como te preciso
te procuro
o destino esconde de mim o melhor que está para vir
ou o pior que já me aconteceu
Desconheço
as curvas a contornar
os caminhos a enfrentar
cegamente, me encaminho
sentindo
buscando
ansiando
longe no horizonte te encontras
não te vejo
sinto
encontro um leve versejar
que me dá coragem de enfrentar
obstáculos
lágrimas soltas
gemidos reprimidos
de prazer ou mesmo loucura
como anseio ter as respostas certas
a formula de conseguir atingir sem sofrer
A vida é uma maratona
de conquistas e derrotas
um turbilhão de sentimentos
que num momento não estão
 e de repente o mundo se transforma
eu
 cá fico esperando dias melhores
enquanto isso vou-me evaporando no tempo
te deixando os melhores momentos
Que me resta…
meras recordações
de fragmentos do tempo
cansei-me de falar em amor
torna-se monótono
torna-se igual a sempre
escondido nas lua,  nas estrelas
quero algo diferente
enfrento o mundo
mesmo o planeta
quero ser diferente
ser apenas eu
com mau feitio
meu sorriso
  que nasceu comigo
o teu
que ainda não desenvolveste
quero mudar este ritmo do bom comportamento
simplesmente desafiar ou aniquilar
estas tempestades que me fazem a vida desafiar

Alzira Macedo

 

 

 

sinto-me: Desafiadora
musica: Eu Juro
publicado por Alzira Macedo às 22:56

link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
Sexta-feira, 5 de Dezembro de 2008

Agora falo eu !!!

 

 

 

 

Existe sentimentos

 

Em meu poema
existe…
amor, nostalgia
em meu poema
existe
a dor calada
a felicidade não vivida
existe
a lua, o sol, o mar
e tanto ainda para sonhar
Em meu poema
existe
o grito da alma que tanto quer
o rio que corre sem ter fim
dos desejos, não vividos
dos amores constrangidos
em meu poema
existe
a coragem do bem-querer
do bem dizer
e não saber viver
a raiva que persiste
e me deixa triste
em meu poema
existe
a rua que nada quer de mim
a cama vazia no amanhecer
em meu poema
existe
 a esperança, de fazer o verso da aceitação
de saber viver ao ritmo do meu coração
a sina de quem sonha
até á morte
como um barco sem porte
em meu poema
existe
sentimentos de valor
que vividos não sentiria dor

 

                                                                                                             Alzira Macedo

sinto-me: carregada de multiplos sentime
musica: Tony Carreira (A metade de mim és tu)
publicado por Alzira Macedo às 15:57

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Sábado, 1 de Março de 2008

só uns minutos...

 

 

Uma palavrinha antes  que cheguem ao fim de semana…

Sei que é nestes dois dias que muitos de vocês aproveitam este tempo livre, de entrar a horas no serviço, ou de correr para realizar e resolver assuntos importantes junto da sociedade que nos faz correr numa rotina sádica…. O que hoje no tempo moderno se chama de stress.
Então o que se faz nestes dois dias livres???
Tentar dormir mais um pouco, fazer as limpezas mais a fundo, ir ás compras com a família, lavar o carro, fazer um pouco de exercício físico, tentar passar o máximo de tempo com os filhos a esposa ( Marido) visitar familiares, amigos…. Uf…  tanta coisa!!! Será que me esqueci de algo? È evidente que sim…
chega, esses dois dias para tanto? Onde fica o descanso?
Ah… Ainda se quer enviar alguns e-mails aos amigos, porque fazem anos ou já não damos noticias á muito tempo e as saudades apertam…
tanta coisa boa para fazer apenas em dois dias….
Onde se tira o tempo para o descanso?
Será que não sabemos administrar o tempo? Ou damos demasiado importância a tudo quanto nos envolve?
Por vezes ouvimos comentários de que existem prioridades…
Sabem me dizer quais são?
a família é sem dúvida muito importante em nossa vida é o nosso pilar do bem-estar da nossa felicidade. Mas se é uma prioridade! Onde vamos buscar o tempo para o bem- estar da nossa alma, do nosso ego, da nossa importância na vida sociativa?
Para vivermos plenamente, temos de deixar muito do que nos é importante por vezes á deriva.
Para dar valor a tudo não temos tempo…
Para deixarmos algo para trás não nos realizamos…
será que estamos num beco sem saída?
tenho algumas ideias bem próprias é claro, mas também tenho todas estas duvidas….
Gostava de saber qual a vossa opinião mas a SINCERA…

Sei que estão de fim de semana e que não tem muito tempo …..
Por isso me resta vos desejar um óptimo fim de semana e façam-me o favor de serem felizes

Obrigado a todos pelos vossos lindos comentários

eu vos deixo com um miminho
um poema meu “O sonho”
e um beijo com carinho

 

Sonho

 

O sonho é a coisa,
 mais linda que podemos ter
sem a ninguém, nada esclarecer
vive o teu sonho
no dia em que acordares
vez que vale a pena viver
mesmo não estando perto desse ser
fazes, dizes e és
sem a ninguém pertencer
tudo quanto vives é o teu próprio querer
sonhas bem alto, olhos bem abertos
sem medo de seres descoberto
em teu pensar
apenas existe o teu bem-estar
não destróis vidas, não fazes ninguém sofrer
então liberta tua imaginação
e vez como é belo viver
sonhas com algo melhor
És capaz de tudo recompor
então sonha…
não deixes nada, nem ninguém, se impor


 

Retirado do livro In (longe da vista, nunca do coração)

               Alzira Macedo

publicado por Alzira Macedo às 16:58

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Visitantes


jeux de casino internet

Sou assim...

Julho 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
30
31

pesquisar

 

posts recentes

Vagueio sozinha

Segue-me

Agora falo eu !!!

só uns minutos...

mais comentados

comentarios
comentarios

Arquivos

Julho 2014

Abril 2014

Março 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Março 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

favorito

A perfeição...

As Contradições do Amor

Quem serei eu

Alzira Macedo-dueto-Sonho...

Teu Nome

Homem do Mar

Amanhecer

Somente Tu

Um pouco sobre mim ...