Terça-feira, 25 de Agosto de 2009

Estou de regresso

 

 

 

 

Quantas saudades deste cantinho...

Deste mundo irreal, que nos aproxima cada momento escrito
cada momento lido, cada sonho partilhado
e nos destancia em cada momento perdido...

Quero-me reencontrar
Quero saber de ti
Quero voltar
Quero sorrir
e contigo quero chorar...

dos momentos que deixei passar
sem contigo estar
Quero que me surpreendas
com o que fizeste com o que ousaste
e ainda nao me contaste...

Força aí amigos virtuais
escrevam, falem, contem, surpreendam o mundo e a vós propios...

 

 

 

 

 

                                                                                   Alzira Macedo

sinto-me: de volta
publicado por Alzira Macedo às 10:33

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sábado, 13 de Setembro de 2008

Sabado á noite e cá estou eu....



 

Ao escrever este titulo me lembrou da musica .....

" Me perdoem mas já não me lembro de quem"


(Sexta feira á noite  lá vou eu ter com quem me ama)

 

o resto já não sei!!!!!


xiiiiiiiiiiiiiii este sábado estou mesmo estoirada.

pois estas musicas são  do meu tempo, nao deveria me esquecer quem  a canta....

Hoje tenho vontade de escrever e dizer, de partilhar.

Pois como muitos de vocês hoje trabalhei de tarde….

Amanha já estou de matina....

enfim minha vida tem sido um corre, corre....

Imaginem só que já não sei quando estou de folga ou de ferias se as tenho ou até qual é o meu turno....

Podem me dizer " é assim que se inicia a Alzheimer"

Concordo pois disse isso enumere de vezes...

hoje estou  num dia daqueles..

Aliás já tem sido assim há algum tempo.

Tento sempre sorrir ter boas palavras….

Sou sempre sincera, mas sinto-me perdida na multidão de coisas e projectos de vida….

Bem vou deixar de dizer o que sinto porque se assim continuar até vos baralho a cabeça….

(pelo menos consigo isso ahahahahah)

O que vim cá fazer?

Dizer que minhas ideias estão estritas e que não gosto de fazer o mesmo comentário nos blogs que tenho….

Mas este é tão importante para mim que vou o repetir….

Desejo a todos vós um excelente fim-de-semana e pensem em mim quando estiveres a divertir-vos….

Porque eu estarei a trabalhar….

 

 

 

 

Não sei e até sei….


Não sei se devo pensar
até sei, que sem pensar não vivo
não sei se devo chorar
até sei que chorar alivia
não sei onde estás
até sei que algures te encontras
não sei tanta coisa
e até sei muita
mas nunca sei ao certo o que procuro
para onde vou, tudo é escuro
o que quero saber
tudo se esconde num belo amanhecer
duvidas, duvidas e mais duvidas
fazem parte do nosso viver
o que não quero
é que duvides deste meu amar
uma forma muito especial
talvez irracional
mas é minha forma de ser
nesta vida incerta que teima em aparecer
manobras contrariadoras, nos fazem vacilar
por isso teimamos em desconfiar
nosso intimo desperta alerta
algo acontece e nosso coração aperta
querer é um poder
que dificilmente conseguimos entender
o desejo é tanto
que perdemos sem o obter
recuamos na teimosia
de não querer estender a mão
maltratando o coração…



                                                                                            Alzira Macedo


 

sinto-me: nao sei e até sei
musica: nao preciso de musica para dizer o que sinto
publicado por Alzira Macedo às 22:35

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Terça-feira, 26 de Fevereiro de 2008

Já pensou na intensidade da vida...

 

Já falamos tantas vezes no sentido que queremos dar á nossa vida.
Existem momentos em que sentimos necessidade, em mostrar que a vida tem cor.
Nao podemos parar de conquistar o nosso amado ou amada se o temos connosco no nosso dia a dia...
(Estamos a dar lugar á monotonia)
Devemos saber  dar o espaço necessario sem ofuscar,
Elogiar o pouco que venha sem criticar, só assim obteremos a felicidade vivida dia após dia
um sorriso, um olá, um dizer "estou aqui conta comigo", ou dizer precio de ti, estou stressado  (a)nao me esqueco de ti.
Nas pequenas coisas fazem as grandes diferenças...

PENSE NISSO

 Intensidade da vida

 

 

A vida se vai em um instante...
quando pensamos que podemos deixá-la de lado,
vem o tempo mostrando que não há tempo,
vem a noite e passa o dia, semanas se sucedem,
e quando nos damos conta, mais um ano acabou.
E agora?
Que fazer do parque que não conhecemos?
Do filho que não vimos crescer?
do amor que deixamos morrer?
da saúde que destruímos de qualquer maneira?
Do amor que mal vimos desabrochar e morreu?
O que fazer do tempo que não temos?
Sim, porque sempre não temos tempo para viver,
sempre é um corre-corre ou uma apatia total,
fazemos ou não fazemos o que queremos,
geralmente fazemos mal feito, não aproveitamos...
Aproveite esse tempo e ame com intensidade,
ainda que o medo mande você amaneirar.
Estude apenas por prazer,  ainda que a matéria seja chata,
ande por contentamento, caminhe na chuva e sinta o sol,
seja intenso, vibrante, forte, cheio de certezas,
ainda que não saiba por onde ir...

E, porque a vida é um instante,
seja eterno.
O prazer é viver esse momento,
que deixarão de ser parte de um dia,
para ser inesquecível.

Paulo Roberto Gaefke

sinto-me:
musica: " COMO É TRISTE O MEU VIVER"
tags: , , , ,
publicado por Alzira Macedo às 11:00

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

Sou assim...

Julho 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
30
31

pesquisar

 

posts recentes

Estou de regresso

Sabado á noite e cá estou...

Já pensou na intensidade ...

mais comentados

Arquivos

Julho 2014

Abril 2014

Março 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Março 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

favorito

A perfeição...

As Contradições do Amor

Quem serei eu

Alzira Macedo-dueto-Sonho...

Teu Nome

Homem do Mar

Amanhecer

Somente Tu

Um pouco sobre mim ...