Segunda-feira, 13 de Setembro de 2010

Homens, de quantos necessitamos...

 

 

 

Homens que mexem com todo nosso corpo,  uns mais do que outros... 

 

HOMENS  NA VIDA DAS MULHERES... 

'
 
Tire a roupa...'
- Seu médico

'Agora deite e relaxe...'
- Seu psicanalista

'Está doendo? A cabeça incomoda?'
- Seu farmacêutico

'Abra um pouco mais...'
- Seu dentista

'Quando estiver tudo dentrovocê vai gostar.'
- Seu decorador

'Vem...vem...assim.....assim...'
- Seu flanelinha

'A senhora quer lubrificante ?'
- Seu frentista

'Pode segurar, mas não pode apertar.'
- Seu vendedor de frutas

'Vamos fazer uma coisa diferente?'
- Seu cabeleireiro

'Vai querer tudo ou só metade?'
- Seu peixeiro

'Isso, assim, mexe um pouco mais agora...'
- Seu professor de culinária
 
'Sim. Está quentinho! Como a senhora gosta.'
- Seu padeiro

'Gostoso, não é? Pode experimentar outra vez....'
- Seu feirante

'Hoje? Outra vez?! Assim não há quem aguente !!'
 - Seu marido   

 

 

 

 

Autor     
Uma mulher

sinto-me: uma mulher
musica: Americano
publicado por Alzira Macedo às 12:03

link do post | comentar | ver comentários (23) | favorito
Quinta-feira, 5 de Novembro de 2009

AMOR...

 

 

 

 

O que é o AMOR?

Fala-se do amor das mais diversas formas:
Amor físico, amor platónico, (Relativo à escola e filosofia de Platão.)
Amor materno, amor a Deus, amor á vida.
É o tipo de amor que tem relação com o carácter da própria pessoa e a motiva a amar (no sentido de querer bem e agir em prol.)
È de lamentar quando se escondem para dizer (Eu te amo)

Palavras belas e simples repletas de bondade de bem querer, e são esmagadas pela mente da nossa sociedade, porque associam o amor a algo sujo, algo que se tenha de esconder…
Por educação, por desconhecimento, ou por falta de amor…·
(È que esta palavra se pronuncia cada vez menos)

O quero fazer amor (que se ouve cada vez mais) não é igual a AMOR

Já John Lennon dizia:
( "Acredito em tudo aquilo que Jesus disse - amor, bondade, caridade - mas não acredito naquilo que os homens dizem que ele disse.")

("Se o homem buscasse a conhecer-se a si mesmo primeiramente, metade dos problemas do mundo estariam resolvidos.")

As muitas dificuldades que essa diversidade de termos oferece, em conjunto à suposta unidade de significado, ocorrem não só nos idiomas modernos, mas também no grego e no latim.
O grego possui outras palavras para amor, cada qual denotando um sentido específico.

No latim encontramos amor, dilectio, charitas, bem como Eros, (Deus do amor) quando se refere ao amor personificado numa deidade. (latim… Ser divino. = divindade)

 Amar também tem o sentido de gostar muito, sendo assim possível amar qualquer ser vivo ou objecto…

Infelizmente nos tempos que correm, as pessoas amam mais os objectos do que o ser vivo…
hummm... Fiquei pensativa e tu?...

Momento para se reflectir no que é o AMOR…

 

PS: Leiam os comentarios estão muito interessantes, obrigados amigos pela vossa dedicação e ajuda neste tema..

 

 

 

 Alzira Macedo

sinto-me: com amor
musica: È o amor...
publicado por Alzira Macedo às 15:34

link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
Terça-feira, 8 de Setembro de 2009

Prazer ou castigo...

POSIÇÕES SEXUAIS E SEUS PECADOS - (EDIR MACEDO) 

 

 

 

 

 

 

Retirada do livro 'Castigo Divino' da Igreja Universal do Reino de Deus-
(Edir Macedo)
Veja os comentários sobre o pecado das seguintes posições sexuais:
 
Posição de 4:
 É uma das posições mais humilhantes para a mulher, pois ela fica prostrada como um animal enquanto seu parceiro ajoelhado a penetra.
Animais são seres que não possuem espírito, então, o homem que faz o cachorrinho com sua parceira fica com sua alma amaldiçoada e fétida.
 
Sexo Oral :
 O prazer de levar um órgão sexual a boca é condenado pelas leis divinas. A boca foi feita para falar e ingerir alimentos e a língua para apreciar os sabores. A mulher engolindo o sêmen não vai ter filhos. E o homem somente sentirá dores musculares na língua ao sugar a vagina de sua parceira.
 
Sexo Anal:
 O ânus é sujo, fétido e possui em suas paredes milhões de bactérias.. É o esgoto propriamente dito. No esgoto só existem ratos, baratas e mendigos. A pessoa que sodomiza ou é sodomizada se iguala a um rato pestilento. Seu espírito permanece imundo e  amaldiçoado.
 Veja a maneira certa de se relacionar sexualmente, segundo a cartilha: 
 
  Posição Recomendada:
O homem e a mulher devem lavar suas partes com 1 litro de água corrente
   misturado com uma colher de vinagre e outra de sal grosso. Após isso, a mulher deve abrir as pernas e esperar o membro enrijecido do seu parceiro para iniciar a penetração. O homem após penetrar a mulher, não deve encostar seu peito nos seios dela, pois a fêmea deve estar orando ao Senhor para que seu óvulo esteja sadio ao encontrar o espermatozóide. Depois do ato sexual, os dois devem orar, pedindo perdão pelo prazer proibido do orgasmo. Como penitência.... O açoite com vara de bambu é aceito em forma de purificação. 

 
Conclusão I:


OU NOS VEREMOS TODOS NO INFERNO OU VAI FALTAR BAMBU NO MUNDO!!! 

 
 

 Conclusão II :


SE ALGUÉM PRECISAR DE BAMBU, LÁ EM CASA TEM, MAS EU NÃO USO.
 
Conclusão III:

 

SAL GROSSO E VINAGRE ? POIS... SE CALHAR TEMPERADINHO SABE MELHOR...lol  
 


 
Obs: a única sacanagem permitida é tirar dinheiro dos fiéis
 

 Foto retirada da net..
texto recebido por e-mail

 

sinto-me: com vontade de rir
publicado por Alzira Macedo às 09:37

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008

Minha Poesia

Falamos tantas vezes em amor, amizade, compreenção, traição,sexo e muitto mais que agora nao me ocorre...
E o "Medo" não falamos porquê?
 Por ter medo de nao conseguirmos usufruir de tudo quanto acima descrevi...
O Medo de nao conseguir nos amarra, as cordas ficam cada vez mais prezas e nao nos conseguimos desamarrar...
Eu senti esse Medo depois de sair do estado "Coma"
Só aí é que eu consegui dar valor á vida ou o que me resta de vida....
Sim porque todos nós nascemos para morrer e o tempo em que vivemos são umas férias e já gastamos alguns dias dessas férias sem desfrutar...
Agora sinto tudo quanto aqui descrevi no meu poema...
Medo de me deitar e nao acordar, para viver e ser feliz....
Por isso tento, nem sempre consigo mas tento viver todos os dias feliz e fazer da minha vida as melhores férias....
Experimenta faz o mesmo e verás que és mais feliz....

MEDO!!!

Não quero me deitar, com medo de não acordar!!!

E com isto passo a escrever o que vai em meu pensar…

A vida passa a correr e eu sem tempo para viver.

No meu corpo um relógio pronto a despertar!!!

Será para viver, ou para me matar???

Deus dá-me a forca para continuar a lutar.

Há tanto ainda que quero fazer!!!

Por isso tenho medo de desfalecer.

Viver o que não vivi, amar o que não amei.

A vida passa e eu nunca de mim falei!!!

Hoje é dia de tudo dizer.

Consegui muito mas não sei o que é viver.

Sou mãe, sou mulher e esposa!!!

Me sinto esquecida por esta vida espantosa.

Há tanto para dizer e tanto para viver.

Mas falta a coragem de tudo esclarecer!!!

Dias após dias vão passando, e meu coração sempre chorando.

Há quem se contente com minha maneira de estar.

E eu cá fico sem nada disto desfrutar.

Serei normal por este meu pensar?

Que preciso eu, para melhor a vida desfrutar?

Talvez segurança de um verdadeiro amar?

Peco demais?... Aquém não é capaz de me dar!!!

Até quando terei a força de tudo isto aguentar?...

Poema retirado do livro (Longe da vista nunca, do coração)
Alzira Macedo

publicado por Alzira Macedo às 16:18

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2008

Amar o que é?

Passamos a nossa vida em busca do amor, mas sabemos nós defenir o amor?
quando se fala de amor na nossa sociedade, qual é o primeiro pensamento!!!
SEXO...
Não no amor não se trata apenas de sexo, mas de sentimentos muito profundos e de formas muito diferentes.
Podemos amar varias pessoas ão mesmo tempo?
Encontrei um artigo que pode ajudar a entender o amor...

Amor Sempre...Amar o que é?

É incrível! Como viver sem ser amado? E sem amar? Mas cuidado com os enganos. O reflexo não é a luz, o espelho não é a face. A mulher da minha vida não é a mulher de um só instante. Contentar-se com pouco no amor, é não conhecer o amor.

Entre as muitas formas de amar, há a amizade, o amor dos pais pelos filhos, o amor que conduz ao sacrifício por alguém. O amor exclusivo de uma mulher e de um homem que se unem pelo matrimônio. O amor que nos surpreende para o bem de uma causa grandiosa.

Para encontrar a verdade do amor entre um homem e uma mulher, é necessário refletir: o que é que nele, ou nela, exerce em mim esta atração?
- Será a utilidade ou os serviços que o outro pode me prestar?
- Será o prazer (qualquer que ele seja) que eu experimento quando estou com ele, e que nós podemos partilhar em conjunto?
- Serão os sentimentos que eu experimento em relação ao outro?
Uma relação fundada assim, como facilmente se percebe, seria imperfeita: o outro acabaria por ser reduzido a um objeto. Ele seria um meio para mim. Paradoxalmente, eu estou, com efeito, voltado para mim mesmo.

Amar verdadeiramente, é amar a outra pessoa por ela mesma. Um amor profundo é, em primeiro lugar, sentir-me de tal maneira atraído pelo outro que eu desejo a sua felicidade. Não o amo unicamente por causa daquilo que ele me dá, mas o amo em primeiro lugar por ser ele (ou ela).
Com muito mais razão ainda, numa relação assim, as duas pessoas serão suscetíveis de experimentar sentimentos, prazer, ou de se prestarem serviços mutuamente. Mas o fundamento da relação é a própria pessoa, muito além das suas qualidades e defeitos aparentes.

Amar implica portanto da minha parte, uma escolha livre: é decidir amar o outro, voltar-me livremente de forma decidida em direção ao outro. Não se pode amar verdadeiramente sem uma certa doação da nossa liberdade ao outro. Supõe-se que essa decisão seja recíproca, pois aí está a condição da relação, uma vez que procurar a felicidade daquele ou daquela que me ama, é contribuir para a minha própria felicidade. O amor é assim: dom mútuo e livre.

Claro que nem sempre é assim tão fácil.

Nós estamos sujeitos às mudanças de humor, à rotina da vida quotidiana, às dificuldades que podem surgir, ao nosso egoísmo também. O amor é frágil... Será que eu ainda o vou amar daqui a 20 anos? Serei eu capaz de suportar este ou aquele defeito? Será o amor possível ao longo de toda a vida? Nas dificuldades, na doença?

Na realidade, se a nossa relação está enraizada numa decisão livre e recíproca, ela pode crescer. Porque o amor não é dar de uma vez por todas. Desconfiemos do "amor à primeira vista" que, mesmo sendo cheio de entusiasmo, não passa de uma emoção muito forte que não corresponde forçosamente a um amor profundo.

Se o amor é uma relação pessoal, então ele se constrói e se aprofunda com o tempo e numa confiança cada vez maior um no outro. Isto faz-se no diálogo, renova-se dia a dia através dos gestos e das atitudes que mostram ao outro o lugar privilegiado que ele ocupa na nossa vida. E os acontecimentos, as dificuldades e as alegrias partilhadas podem também contribuir para uma intimidade cada vez maior, na medida em que, acima das dificuldades, existe o fato de nos voltarmos um para o outro.

O amor não é portanto a simples fusão de duas pessoas, mas o dom mútuo de dois seres livres, com tudo o que eles são: corpo, coração e espírito, assim como o bem precioso que é a vida. A lógica do amor é aspirar a um dom definitivo. Só uma decisão recíproca e para o resto da vida, permite que o amor humano atinja um certo absoluto, podendo assim satisfazer o nosso coração.


publicado por Alzira Macedo às 22:21

link do post | comentar | favorito

Sou assim...

Julho 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
30
31

pesquisar

 

posts recentes

Homens, de quantos necess...

AMOR...

Prazer ou castigo...

Minha Poesia

Amar o que é?

mais comentados

Arquivos

Julho 2014

Abril 2014

Março 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Março 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

favorito

A perfeição...

As Contradições do Amor

Quem serei eu

Alzira Macedo-dueto-Sonho...

Teu Nome

Homem do Mar

Amanhecer

Somente Tu

Um pouco sobre mim ...