Sábado, 21 de Janeiro de 2012

Vagueio sozinha

 

 

 

 

 

Sozinha

perdida nos pensamentos
revirando as recordações que me faziam sorrir
E hoje na lembrança, me fazem chorar
Algo em mim mudou
a vontade de conquistar o mundo terminou
pela força que não tive
que não sinto
em voltar a ser quem fui
o tempo fez de mim 
Apenas um quadro
que talvez um dia recordes com um sorriso ou não
fui miragem
fui sonho
fui realidade
agora apenas sou um barco á deriva
de encontrar o meu mar 
Onde possa desaguar
onde possa navegar
onde possa ser eu
Simplesmente eu
sem represálias
sem culpas
somente ser aceite da forma que sou
será tão difícil
entender que ninguém muda ninguém
que simplesmente podemos aceitar
respeitar
a personalidade da cada um
perdida no meu sorriso
fui dando a imagem de quem não sou
sou ser humano
que sente
que chora
que grita
que sorri
E que por vezes me inclino
perante a vontade dos outros
deixando o meu eu para trás
Hoje é este sentimento que em mim mora
amanha quem sabe
outro sorriso nascerá

 

 

 

 

 

Alzira Macedo

 

 

 

 

 

 

http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
sinto-me:
musica: Akon Juste a man
publicado por Alzira Macedo às 11:44

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Quinta-feira, 15 de Julho de 2010

Vontade propria...

 

O virar de costas não é sinal de fraqueza
Mas sim de vontade,
ou não vontade.
(Do que se quer ouvir ou ver)

 

 

  

 

 

 

 

 

Amo a vida apesar de ter tido de lutar ultimamente com muitos sentimentos negativos…
Principalmente o da dor, que nunca estamos preparados para ela.
Como também o da malvadez…
isso já, devemos de ter um poder de encaixe enorme para aguentar…
Aguenta-se, mas ficam marcas…
Sempre disse…
“O que não me mata faz de mim uma pessoa mais forte”
O que na realidade até sou, não deixando um pequeno mas…
Como todo o ser humano, também tenho a minha fraqueza essa de tanto acreditar que o mundo vai melhorar….


 

 

 (Mais vale uma lágrima de uma derrota, do que a vergonha de não ter lutado)

 
 
 
                                                                                                           
 
 Alzira Macedo
 
 
 
 
 
 

http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
sinto-me: assim a assim
publicado por Alzira Macedo às 14:17

link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
Quarta-feira, 28 de Outubro de 2009

Algo diferente...

 

 

 Antes da minha participação na blogosfera, vivi sempre rodeada de poesia e poetas...
Tanto no estrangeiro como agora desde que vivo em Portugal…
Da Alemanha a Paris era um estantinho,  para ir fazer emissão na rádio Alfa…
ou para ser entrevistada…
De rádio em rádio, de jornal em jornal, de televisão em televisão…
deixa-me saudades esse tempo, mas muito belas recordações…
Hoje senti-me um pouco nostálgica…
Fui ao meu disco externo onde tenho tudo guardado do lançamento do meu livro e algumas relíquias minhas…
Encontrei este poema meu em dueto com um amigo poeta que hoje infelizmente já nem noticias  dele tenho…
Mas a vida é assim mesmo hoje uns amanha outros, o que importa é a passagem nas nossas vidas e deixar boas recordações…
Aqui deixo uma  das minhas melhores recordações…

 

 

 

 

 

VOU VOLTAR...

Alzira Macedo

Um dia voltarei, quando eu não sei!
E em criança me transformarei
Poder viver tudo que sempre sonhei
Pés descalços, tranças ao vento!
Sorriso no rosto,
a felicidade presente a todo momento

Um dia vou voltar,
 a correr debaixo da chuva

Cantar sem medo,
mesmo espreitando o perigo em cada curva

Vou saltar à corda
 jogar ao mata, até mesmo à macaca.

Jogar ao esconde – esconde,
  ir colher mimosas de onde a onde

Ouvir a voz da minha mãe chamar,
 são horas de arrumar

Vai ser belo poder a criança voltar
Deixar de ter certezas,
e sentir que a vida tem beleza.

Certezas não levam a nenhum lugar
Apenas serve
, para te enganar.

Quero voltar à minha infância,
Naquele lugar onde havia tolerância
Viver no campo onde havia calma e paz.
Mesmo sendo a sonhar!
Sei que um dia vou lá voltar

 

 

 

 

 

O Nosso Passado

 
Ferdinando

 

 

 

 

Voltei ao passado distante...

Horas de cetim vividas no tacteio dos sonhos.

Beijos que trocamos na colina do desejo,

que nos amarrava ás horas e aos dias,

na solidez do nosso entendimento...

 

 

 

Irreais objectos, mudos como pedra!

Vivemos o fervilhar da força e da vontade,

na urgência de nos querer entre os anseios,

onde a vida em cada instante era só nossa!...

 

 

 

no testemunho das madrugadas e das sombras...

Na retina dos espaços e dos ventos,

A vida ofertou-nos horas de prazer...

Vividas no desfraldar dos tempos...

Onde a saudade ainda chora no distante!

Ficamos amantes, num mutuo olhar apetecido,

 

Horas várzeas, sonhos gritantes...

 

Folhei os dias no diário da vida! 

 

 

 

Alemanha

 

www.fersi.de

 

 

http://blogs.blogs.sapo.pt/157050.html#ponto2
sinto-me: com nostalgia
musica: Perfeito meu coração
publicado por Alzira Macedo às 13:47

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Sou assim...

Nas asas da imaginação, sentimo-nos que nem borboletas. Voláteis, frágeis e livres Image Host

Julho 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
30
31

pesquisar

 

posts recentes

Vagueio sozinha

Vontade propria...

Algo diferente...

Momento de reflexão

< <

Myspace Photo Cube

Apareça o sol! - Recados e Imagens para orkut, facebook, tumblr e hi5

mais comentados

Arquivos

Julho 2014

Abril 2014

Março 2014

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Março 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

favorito

A perfeição...

As Contradições do Amor

Quem serei eu

Alzira Macedo-dueto-Sonho...

Teu Nome

Homem do Mar

Amanhecer

Somente Tu

Um pouco sobre mim ...